Cuiabá, 29 de Janeiro de 2023
logo

17 de Novembro de 2014, 18h:29 - A | A

JUDICIÁRIO / TAXA DE R$ 3 MIL POR MÊS

Mulher de deputado deveria condomínio desde 2010; juíza manda pagar

A sentença publicada no Diário Eletrônico da Justiça, no dia 13 de novembro, aponta que o débito da esposa de Gilmar Fabris com o condomínio, que custa R$ 3 mil ao mês, ocorre desde julho de 2010; dívida pode passar de R$ 150 mil

DA REDAÇÃO



A juíza Edleuza Zorgetti Monteiro Silva, da 5ª Vara Cível de Cuiabá, condenou a esposa do suplente de deputado estadual Gilmar Fabris (PSD), a jornalista Anglisey Battini Volcov, a pagar mais de quatro anos de condomínio vencido de um apartamento do luxuoso Edifício Bougainville, localizado na Avenida do CPA.

A sentença publicada no Diário Eletrônico da Justiça, no dia 13 de novembro, aponta que o débito da esposa de Gilmar Fabris com o condomínio, que custa R$ 3 mil ao mês o condomínio, ocorre desde julho de 2010. 

Além do montante atrasado do condomínio, que conta com um apartamento por andar, avaliados em cerca de R$ 1,5 milhão, Anglisey também terá que pagar os juros de 1% ao mês, assim como a multa de 2% sobre o valor total do débito e dos honorários do advogado que custam 10% do valor do débito e as custas do processo. O total da dívida pode passar de R$ 150 mil. 

Comente esta notícia

Pedrinho 19/11/2014

Gilmar Fabries, solta mais cartas de crédito, que o dinheiro dá e sobra,

1 comentários

1 de 1