Cuiabá, 01 de Dezembro de 2022
logo

28 de Novembro de 2016, 17h:37 - A | A

GERAL / ESTRADA DA GUIA

Construtora Guizardi Júnior consegue liminar e 'barra' duplicação

A obra seria lançada nesta terça (29) pela manhã, mas a Justiça concedeu liminar para cancelar evento da Sinfra.

DA REDAÇÃO



O lançamento da obra de duplicação de 4,9 km do trecho urbano da MT-010, Rodovia Elder Cândia, mais conhecida como Estrada da Guia, foi cancelado por liminar concedida pela juíza de direito convocada pelo Tribunal de Justiça, Vandymara G.R.P. Zanolo. A rodovia está em situação precária e é uma reivindicação antiga dos moradores da região, mas apesar de já estar a obra licitada e o contrato assinado, a liminar derrubou o lançamento. O governo vai recorrer. 

O Palácio Paiaguás emitiu nota explicando que a ação foi movida pela Guizardi Júnior Construtora e Incorporadora,  que foi desclassificada do processo licitatório por não cumprir os requisitos do edital. A empresa seria ligada à família do réu na operação Rêmora, Giovani Guizardi, envolvido no escândalo que derrubou e levou para a cadeia o ex-secretário de Educação do Estado, Permínio Pinto (PSDB), por fraudes em licitações de obras de eescolas estaduais. 

Giovani Guizardi também está preso, desde maio deste ano, no Centro de Custódia da Capital (CCC), por ser considerado pelo Ministério Público Estadual (MPE), o operador de suposto esquema que, de um lado, tinha servidores que exigiam propina de empreiteiros interessados em participar dos certames da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), e, de outro, empresários que se organizavam em cartel para "lotear" as obras previstas  serem licitadas em diversos municípios. Segundo a denúncia feita pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado, era Guizardi quem fazia a intermediação entre esses grupos e recebia a propina.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

As negociatas eram feitas em um escritório alugado no edifício Avant Garden Business, no bairro Santa Rosa. Já para as licitações supostamente fraudadas, ele participava através da Dínamo Construtora.  

Estrada

Segundo  o projeto do governo, a estada da Guia será duplicada no perímetro urbano de Cuiabá, entre o entroncamento com a Estrada de Chapada dos Guimarães (MT-251) e o trevo de acesso ao Rodoanel. A primeira fase de obras consiste em executar a recuperação funcional do atual pavimento da Estrada da Guia. Em paralelo, será executada a duplicação da rodovia.

A obra integra o programa Pró-Estradas Vale do Rio Cuiabá, o maior conjunto de obras da história desta região, que prevê investimento superior a R$ 1 bilhão. As ações vão impactar diretamente a vida de 900 mil habitantes de 13 municípios, ou seja, quase um terço da população mato-grossense. Porém, o benefício será para todo o Estado.

Em Mato Grosso, as obras não param e caminham em ritmo acelerado em todas as regiões do Estado. Em menos de 2 anos de gestão, o Governo do Estado já concluiu 1,3 mil quilômetros de asfalto em rodovias estaduais, entre obras de construção e reconstrução do antigo pavimento, que estavam degradados.


 

Comente esta notícia

olho aberto 28/11/2016

E a CGE somente fazendo vistas grossas nesse governo. Vergonha os auditores se calando pra tanto desmandos desse governo com desculpa de auditar a gestão passada. Essa empresa ofertou o melhor preço, mas pra atender interesses desclassificaram. Quem comete crimes não são empresas e sim pessoas, imaginem a Odebrecht na Lava Jato perder os seus contratos. Cadê a CGE pra fazer análise tempestiva, mas está sendo comandada às cegas.

1 comentários

1 de 1