facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 21 de Junho de 2024
21 de Junho de 2024

14 de Dezembro de 2022, 07h:00 - A | A

ENTREVISTA / ASSISTA AQUI

Médico: Pessoas que tiveram covid não precisam tomar vacina

Médico afirma que pessoas que já se contaminaram têm mais proteção para não morrer de covid

LORIANE VILLAR
DO CONEXÃO PODER



O Repórter MT conversou com o médico da família, Germano Alves sobre o aumento de casos de covid, justificado com a chegada de uma subvariante dentro da Omicron.

Segundo ele, o que estamos passando é uma nova onda da doença, que já virou endêmica, e que neste momento chega mais leve, de baixa letalidade, sendo os sintomas basicamente os mesmos.

Questionado sobre a eficácia da vacina, Germano Alves explicou que neste momento, diante dessa nova variante as vacinas são pouco eficientes.

“O maior problema é que esse anticorpo que você vai produzir tomando essa vacina é um anticorpo contra a cepa original, de novembro de 2019 e de lá pra cá o vírus mudou muito. Ele não consegue reconhecer o novo vírus.”

Ainda segundo ele, a vacina perdeu a eficácia para transmissão, ou seja, mesmo tomando as doses de reforço ninguém está impedido de ser contaminado. E ele vai além. “Pessoas que tiveram a doença têm proteção. Mesmo que reinfectem, elas têm proteção para não morrer da doença. E essa proteção é maior do que a da vacina.”

Para o médico Germano Alves, a vacina deixou se ser um “pacto coletivo” e hoje se tornou uma ação individual. E nesse sentindo ele faz uma ressalva:

“Tem que pesar se sou idoso, tenho diabetes, tenho um monte de problemas e tenho medo de morrer, então tem que tomar as vacinas porque isso vai diminuir a chance de morrer. Sabendo que isso não vai diminuir a chance de pegar ou transmitir a doença.” finaliza ele.  

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia

marlon 15/12/2022

Está corretíssimo o posicionamento, quem pega a doença desenvole anticorpo e a imunidade está mais alta do que quem apenas tomou vacina, isso é verificado por exame. ele atendeu mais de 10mil pessoas em cuiaba e baixada cuiabana, e de covid ele entende bem. é ciência, simples... sigam e não reclamem com acharmos.

positivo
0
negativo
0

Anderson 15/12/2022

Esse pseudo médico deveria ter seu registro profissional cassado por divulgar informações distorcidas e anti ciência.

positivo
0
negativo
0

Alberto 14/12/2022

Médico bolsominio ? Não é isso que a ciência diz

positivo
0
negativo
0

3 comentários

1 de 1