Cuiabá, 06 de Julho de 2022
logo

17 de Dezembro de 2021, 16h:20 - A | A

ENTREVISTA / A CONTA CHEGA

Dormir 8 horas é mito, mas perder noite desregula hormônios; veja vídeo

A médica otorrinolaringologista Paula Bicudo orienta que, mais que horas de sono, é preciso ter qualidade de sono.

DA REDAÇÃO
DA REDAÇÃO



Você acorda exausta, cansada. Outras vezes, a insônia te acompanha a noite inteira. A médica otorrinolaringologista, Paula Bicudo, especialista em medicina do sono, alertou que a pandemia alterou o sono de grande parte da população. A insônia é a dificuldade para pegar no sono e manter-se dormindo por horas suficientes, apesar das condições ideais. 

Além disso, ela comenta que oito horas de sono é um mito. Na entrevista, ela comentou que existem pessoas matutinas e outras vespertinas. Paula comenta que não é indicado trocar o dia pela noite. "Perder a noite não é bom. Durante o dia temos outros estímulos hormonais, se trocar sua noite pelo dia, você vai desregular suas questões hormonais".

Mais que tempo de sono, destaca a médica, é preciso observar a qualidade do sono. Quer saber como? Confira a entrevista na íntegra:

 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia

Mirtes assunção 09/11/2020

Realmente a pandemia mudou meu sono

1 comentários

1 de 1