Cuiabá, 01 de Dezembro de 2022
logo

29 de Novembro de 2016, 07h:55 - A | A

VARIEDADES / MENOS SENSÍVEIS

Tylenol alivia dor, mas também “desliga” emoções, diz estudo

Pesquisa da Universidade Estadual de Ohio concluiu que medicamento deixa pessoas menos sensíveis a sentimentos positivos e negativos

METRÓPOLES



Não é só o mecanismo da dor que o paracetamol, substância analgésica muito usada contra a cefaleia, desliga. Um estudo recente da Universidade Estadual de Ohio, nos EUA, sugere que ele também pode tornar as pessoas menos sensíveis tanto a emoções positivas quanto a negativas.

No estudo, 85 voluntários receberem 1,1 mil miligramas de Tylenol ou um placebo e depois foram apresentados a imagens positivas (como crianças brincando com gatos), neutras (um objeto qualquer) ou negativas (um vaso sanitário sujo).

>> Clique aqui e participe do grupo de WhatsApp 

O grupo que recebeu o medicamento se mostrou 20% menos propenso a classificar as imagens como sendo “muito desagradáveis” e 10% menos a classificá-las como “bastante agradáveis” quando comparado ao grupo que tomou placebo. Os mecanismos ainda são incertos, mas outros estudos já haviam mostrado antes que o Tylenol atua na ínsula, parte do cérebro que age nas emoções sociais.

Ao “The New York Times”, Geoffrey Durso, doutorando de psicologia da universidade e um dos responsáveis pelo estudo, disse que as diferenças foram “modestas” e que não recomenda que as pessoas suspendam o uso do medicamento, quando indicado pelo médico.

Comente esta notícia