Cuiabá, 27 de Novembro de 2022
logo

05 de Dezembro de 2016, 13h:03 - A | A

VARIEDADES / RISOTERAPIA

André D`Lucca forma a primeira turma de humor da escola

O espaço Incasa abre suas portas, de 08 a 11 de dezembro, para 18 quadros de comédia, com sessões ás 19h e 20h30

ASSESSORIA



Imagine entrar numa casa para uma peça de teatro e se deparar com uma apresentação nada convencional, onde num primeiro momento o espectador vai participar de uma sessão de análise coletiva com 10 palhaços. O que segue depois é muito riso solto em aproximadamente 50 minutos na peça Centro de Risoterapia. O espaço Incasa abre suas portas, de 08 a 11 de dezembro, para 18 quadros de comédia, com sessões ás 19h e 20h30, na rua das violetas, 130, no bairro Jardim Cuiabá.

Este é o resultado da terceira turma da escola e primeira de humor que nasce no espaço Incasa. O espetáculo é construído a partir de uma semana de experimentos e exercícios dos alunos no gênero comédia. Foi mostrado para eles algumas possibilidades deste universo, como o palhaço, a mímica, monólogos e diálogos, chegando a construção de personagens. E assim o espetáculo foi tomando forma com uma criação coletiva.

>> Clique aqui e participe do grupo de WhatsApp 

“Eu só afino e amarro com o que há de melhor. Porque um dos objetivos do curso, em todas as oficinas é estimular a criação. Que eles não só interpretem, mas aprendam a criar o próprio texto de seus personagens”, diz André D`Lucca. Além disso, o teatro é apresentado de forma interativa, onde a única maneira de acontecer os espetáculos é o público estar inserido. Ele caminha pela casa e tudo vira cenário. Quarto, banheiro, salas, cozinha, jardim.

No elenco estão D`Lucca, Eloá Pimenta, Kiko Paroli, Leandro Manduka, Naira Iasmim, Paty Wolff, Wagton Douglas e Wesley Oliveira.Para os alunos esta é a descoberta de novas possibilidades tanto de trabalho, quanto para realização pessoal e mudança de comportamento, uma vez que as aulas estimulam a desinibir e se expressar.

No caso da administradora e atriz Eloá Pimenta, que faz parte desta terceira turma, fazer teatro é vantajoso e representa uma filosofia que ela aplica dentro da própria vida, de sempre estar redescobrindo novos caminhos.

"Desde 2005 que eu inventei esta carreira de ser atriz, mas foi com os cursos de comédia do André que comecei a criar uns personagens para comédia de stand up. E foi muito interessante porque, além disso, fui descobrindo muito mais possibilidades do que eu podia fazer, tanto com a parte corporal, como a parte vocal também. Artista não nasce com talento e é artista, tem que sempre estar fazendo cursos e estudando. É como se fosse um atleta, e é o que estou fazendo", pontuou Eloá.

Os ingressos estão sendo vendidos a R$ 60 e R$ 30 meia entrada, para estudantes, professores, doadores de sangue, policiais, funcionários públicos e amigos da rede social de André D`Lucca.

Como é lá Incasa 

“Incasa é a realização de um sonho que eu tenho desde criança, em que sempre sonhei em ter meu espaço para poder dar aula e se apresentar. Na verdade eu sonhava com esse espaço de uma forma como um teatro italiano, aquele tradicional. Mas eu vi que é bem mais fácil eu adapta-lo para o lugar que eu tenho, mais acessível”, conta D`Lucca.

Ele explica que mora numa casa que tem um outro espaço na frente. Ou seja, são duas casas, e entre elas tem um jardim. “Então, quando a pessoa que alugava, o Mario Zugair, da Bocaiúva Filmes, comunicou que ia sair eu pensei: É o momento de eu ter a minha escola de teatro”, conclui. E assim nasce o Incasa.

O local não é só para dar aula, é para apresentações também. Há pouco, entre os dias 10 e 13 de novembro deste ano aconteceu o primeiro espetáculo. Os alunos da turma do “Universo Particular”, nome da peça, que é fruto das aulas de uma semana, conseguiram recuperar o dinheiro investido, de R$250. Como assim? É que a proposta é essa: o aluno paga, aprende com as aulas totalmente práticas, participa da produção, realiza o espetáculo e ainda recebe uma porcentagem da bilheteria. Interessante, não é?

Então eles investiram, ficaram com o conhecimento, tiveram a experiência de apresentar para um público, que significa explorar emoções e sensações únicas, e ainda ganhou de surpresa uma bolsa na academia Golfinho Azul, de dois meses para treinar.

Já a segunda turma, com “Mistérios de Tchapa e Cruz”, obteve o retorno do investimento e um pouco a mais do lucro. Isto representa o trabalho de produção, que é o que eles também aprendem.

A meta é estrear dois espetáculos por mês e ir repetindo eles, pois é para um público bem restrito com intuito de ficar mais confortável o acesso. Então cada sessão é para 15 pessoas, sendo duas por dia, sempre ás 19h e 20h30, de quinta á domingo.

Infelizmente, Cuiabá ainda é diferente dos grandes centros como, por exemplo, em Curitiba, capital do Paraná, que é comum de se ver uma rua com uma variedade de casas oferecendo aulas de teatro, assim como existe a rua das óticas, em Cuiabá, na Pedro Celestino.

No dia 14 de novembro foi lançado o MT Escola de Teatro e além do Incasa e alguns outros grupos de teatro que sobrevivem, mais talentos hão de surgir. Então se o interesse é a vida nos palcos, sejam eles tradicionais, de rua e etecetera, passe lá Incasa ou se informe para as inscrições dos próximos cursos pelo telefone (65) 9929-9907. O endereço é a rua das Violetas, 130, bairro Jardim Cuiabá.

Comente esta notícia

Vote 05/12/2016

COLOCA UM PINICO NA CABEÇA !!!

Ana Paula 05/12/2016

Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

2 comentários

1 de 1