Cuiabá, 09 de Dezembro de 2022
logo

26 de Novembro de 2016, 10h:10 - A | A

POLÍTICA / GESTÃO PEEMEDEBISTA

Emanuel vai aumentar de 17 para 18 as secretarias municipais

O prefeito eleito por Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB) anunciou que vai desmembrar a pasta de Governo e Comunicação, mas não pretende criar outras pastas.

FRANCISCO BORGES
DA REDAÇÃO



O prefeito eleito por Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB) adiantou que não irá criar novas secretarias na Prefeitura da capital, mas irá desmembrar a pasta que acumula duas funções, a de Governo e Comunicação.

“O Nestor é um grande nome, além de um grande amigo e profissional. Mas ainda não está totalmente decidido quem fará parte do secretariado. O que posso adiantar é que a Secretaria de Governo e Comunicação será desmembrada”, disse Emanuel.

 

Mesmo sem confirmar quem será o primeiro indicado para fazer parte do seu staff, o peemedebista tende a manter o advogado que atuou na coordenadoria política de sua campanha, Nestor Fidelis, o nomeando como procurador do Município.

“O Nestor é um grande nome, além de um grande amigo e profissional. Mas ainda não está totalmente decidido quem fará parte do secretariado. O que posso adiantar é que a Secretaria de Governo e Comunicação será desmembrada”, disse Emanuel ao confirmar, que desta forma, o número de pastas do Palácio Alencastro não será mais 17 e sim 18.

Pinheiro argumentou, todavia, que vários nomes já foram sugeridos por lideranças para ocupar o staff, mas ele estaria analisando de forma inicial áreas consideradas prioritárias, como Fazenda, Planejamento, Gestão, Saúde, Educação e Assistência Social.

“Estou vendo uns contatos mais focados nessas áreas. Mesmo assim não estou deixando de observar nomes para as outras pastas”, disse.  

O atual prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB) tomou medidas severas na administração municipal para contornar a crise econômica e assim economizar R$ 15 milhões, em um ato ocorrido ainda em 2014. Na ocasião, ele reduziu de 24 para 17 secretarias, além de demitir 500 funcionários.

Mendes queria reduzir para apenas 15 pastas, mas uma manobra dos vereadores da base aliada na Câmara aprovou o projeto de contingenciamento com 17 pastas. Na oportunidade, o jornalista Kleber Lima assumiu secretaria fundida de Comunicação e Governo. Atualmente o jornalista está como titular no Gabinete de Comunicação do Estado.    

 

 

Comente esta notícia

Nalin 27/11/2016

Kkkkkkkkk achei que era um peru de óculos escuro. Lado esquerdo do Emanuel, veja de longe

Marcos 27/11/2016

Vai criar a secretaria de jogos e cassinos.

doralice 26/11/2016

Na pratica sempre existiram 18 secretarias. Ocorre que fundiram comunicação com secretaria de governo, e nessa fusão o Cleber Lima só cuidava da comunicação e de despachar com o prefeito. Quase mataram a Secretaria de Governo cujo principal trabalho são as relações comunitárias e com a sociedade em geral, inclusive suas entidades representativas.

Gilmar 26/11/2016

Pois o Brasil diminuindo e o futuro prefeito aumentando da pra entender ou já é um meio de começar a roubar absurdo isso

4 comentários

1 de 1