Cuiabá, 26 de Setembro de 2022
logo

26 de Dezembro de 2013, 08h:37 - A | A

POLÍTICA / NO CONGRESSO

Eliene e Taques estão entre os parlamentares de destaque em 2013

O ex-deputado Pedro Henry (PP), condenado no Mensalão, não foi chegou a ser analisado na pesquisa

ALINE FRANCISCO
DA REDAÇÃO



A revista Veja publicou uma pesquisa que analisa a atuação dos senadores e deputados federais no cenário nacional. O chamado ‘ranking do progresso’ leva em conta as ações dos parlamentares em relação a propostas de ajuste na legislação brasileira capazes de contribuir para a consolidação de um país mais moderno e competitivo.

A pesquisa foi realizada em parceria com o Núcleo de Estudos sobre o Congresso (Necon), do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Iesp-Uerj). Foram elencados 243 proposições de maior relevância entre as centenas de projetos de lei, medidas provisórias e propostas de emenda à Constituição que tramitaram na Câmara e no Senado em 2013.

Classificou, então, aquelas que se enquadravam, favorável ou desfavoravelmente, nos nove temas predeterminados. Sobre essa lista, o Necon trabalhou com uma metodologia que desenvolveu levando em conta todas as etapas e caminhos de uma proposição, de sua gênese aos trabalhos dentro das comissões, até o voto final, com peso específico para cada uma das fases.

Entre os políticos mato-grossenses que ocupam cadeiras no Senado, despontou Pedro Taques (PDT) com uma nota de 6,2 ocupando a 13ª colocação entre os entre os 81 senadores. O ex-governador Blairo Maggi ocupa o 23º lugar, com uma nota de 4,7. E o também ex-governador e ex-prefeito de Várzea Grande, Jaime Campos (DEM), ocupa a 35ª posição com nota de 3.

Já na Câmara Federal, Eliene Lima (PSD) aparece em 24º lugar, com uma pontuação de 6,5. Dos oito parlamentares de Mato Grosso, Lima acabou ficando em primeiro lugar. O próximo mato-grossense entre os 513 deputados federais, é o democrata Júlio Campos, na 30ª posição com uma nota de 5,9. Já Nilson Leitão, do PSDB, ocupa a 34ª posição com nota de 5,5.

Ainda na lista dos deputados federais, o nome de Carlos Bezerra (PMDB) aparece em 42º lugar, com a nota de 4,7. Valtenir Pereira, do recém-criado PROS, surge na 43ª posição com 4,6 pontos. Welington Fagundes (PR) é 52º colocado, com a avaliação de 3,7.

A avaliação também atingiu o deputado federal Homero Pereira (PSB), que faleceu no mês de outubro vítima de um câncer. Homero ocupa o 55º lugar com uma pontuação de 3,4.

O ex-deputado Pedro Henry (PP), condenado no Mensalão a sete anos e dois meses, não apareceu na pesquisa.

Comente esta notícia