Cuiabá, 31 de Janeiro de 2023
logo

01 de Dezembro de 2014, 15h:54 - A | A

POLÍTICA / PRESIDÊNCIA DA AMM

Com aval de Taques, Pivetta entra na disputa com carta pública

A campanha lançada pelo representante do grupo de Taques ocorre após o nome do prefeito de Nortelândia, Neurilan Fraga (PSD), que representa o grupo do deputado José Riva (PSD) começar a ganhar peso nos bastidores políticos.

MARCIA MATOS
DA JUSTIÇA FEDERAL



O prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PDT), entrou oficialmente na disputa pelo cargo de presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM).

A intenção do representante do grupo do governador eleito Pedro Taques foi registrada em uma carta pública emitida, nesta segunda-feira por Pivetta, que atua como coordenador da equipe de transição do próximo governo.

A campanha lançada pelo representante do grupo de Taques ocorre após o nome do prefeito de Nortelândia, Neurilan Fraga (PSD), que representa o grupo do deputado José Riva (PSD) começar a ganhar peso nos bastidores políticos.

Pivetta, que já foi deputado estadual e exerce o seu terceiro mandato como prefeito de Lucas do Rio Verde, deve usar como ‘marketing’ de campanha o Índice de Desenvolvimento do local, que é o melhor de Mato Grosso.

Em trechos da carta emitida, Pivetta ataca a atual gestão do Estado e promete lutar por um tratamento mais digno dos prefeitos junto ao governo do Estado.

“Nossa proposta é um basta nesse vai e vem de prefeitos, a capital perdendo tempo e se humilhando atrás de migalhas desse Estado desonesto, enrolado e clientelista. Queremos o Estado servidor, honesto e que aproveite os municípios como instrumentos de implementação das políticas públicas de qualidade e estáveis”, diz parte do documento.

A eleição para a escolha do representante dos prefeitos dos 141 municípios de Mato Grosso deve ocorrer no dia 31 de dezembro. 

VEJA A CARTA DE OTAVIANO PIVETTA NA ÍNTEGRA

Caros colegas Prefeitos dos municípios de MT, boa tarde!

Copiei este comunicado ao governador eleito, Pedro Taques, para que ele saiba da esperança que temos no Estado novo, moderno e honesto. E para que saiba também da preocupação dos prefeitos com esse modelo perverso que centraliza cada vez mais a arrecadação em favor dos governos federais e estaduais, e as responsabilidades para os municípios.

É no município que o cidadão precisa dos serviços e das obras públicas, o poder local é o único dos entes federativos capaz de melhorar a vida das pessoas e o governador eleito, Pedro Taques, sabe disso. 

Nossa proposta é um basta nesse vai e vem de prefeitos, a capital perdendo tempo e se humilhando atrás de migalhas desse Estado desonesto, enrolado e clientelista. 

Queremos o Estado servidor, honesto e que aproveite os municípios como instrumentos de implementação das políticas públicas de qualidade e estáveis. 

Queremos os recursos dos municípios na conta dos municípios, sem ter que fazer essas vias-sacras para Cuiabá todo o tempo e voltar de mão abanando.

Queremos ser respeitados como chefes das unidades federativas que realmente servem o cidadão aonde e na hora que ele precisa. 

Nos próximos dias vamos apresentar uma chapa para concorrer e dirigir a AMM, com a missão de representar verdadeiramente os interesses municipalistas, e promover uma nova relação entre os Municípios, Estados e a União. 

Me sinto com disposição e experiência para servir os municípios de Mato Grosso, por isso, aproveito a oportunidade para respeitosamente me candidatar. 

Otaviano Pivetta, 

Prefeito de Lucas do Rio Verde. 

Comente esta notícia