facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 18 de Julho de 2024
18 de Julho de 2024

10 de Outubro de 2017, 08h:07 - A | A

POLÍCIA / NEGOCIANDO NA INTERNET

Três são presos por roubar jet ski de policial da Rotam

A polícia chegou até o criminoso após ele anunciar a venda da moto aquática e marcar um encontro para negociar.

RAUL BRADOCK
DA REDAÇÃO



A Polícia Militar prendeu três criminosos pelo furto da moto aquática (Jet Ski) de um policial da Rotam, num prédio no bairro Jardim das Américas, em Cuiabá. O crime aconteceu no último sábado (7).

Os criminoso foram localizados um dia após o crime, na noite de domingo (8), quando Leandro dos Santos Pereira, 31 anos, anunciou a venda do produto pelo valor de R$ 17 mil.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

A Agência de Inteligência da PM iniciou uma negociação e marcou um encontro com o criminoso no Pantanal Shopping. Após ser identificado e receber voz de prisão, Leandro tentou subornar os agentes, dizendo que havia outros meios de resolver a situação e que não havia necessidade de prisão.

Ele disse que sua namorada, que estava em casa, poderia dar maiores explicações sobre a moto aquática, porém, ninguém sabia da procedência do produto no local indicado. Nesse instante também foi encontrado porções de maconha e o criminoso tentou quebrar o celular – no intuito de destruir provas do roubo.

Ele confessou o crime e entregou o ‘amigo’, que também teria participação direta no crime. Vinícius de Souza Mendes, 29 anos, foi preso e também teve seu carro, um Toyota Corolla, apreendido. O carro foi usado no furto.

Após serem detidos, Leandro ainda informou onde a moto aquática estava escondida. Alex Bezerra da Silva, 29 anos, também foi detido após duas motos aquáticas serem localizadas em seu endereço. Ele  não tinha documentação de nenhum dos equipamentos.

Na casa de Alex, a polícia também encontrou uma arma de fogo e munições.

Todos foram algemados e encaminhados para a Central de Flagrantes, onde o caso foi registrado.

Álbum de fotos

Comente esta notícia