facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 12 de Junho de 2024
12 de Junho de 2024

18 de Junho de 2019, 10h:10 - A | A

POLÍCIA / LAÇOS DE FAMÍLIA

Tio de Riva foi morto a mando do irmão e sobrinho; 3 foram presos

Investigações constataram que o assassinato 'encomendado' no Município de Juara, pelo valor de R$ 30 mil.

RAUL BRADOCK
DA REDAÇÃO



Investigações da Polícia Civil do Espírito Santo e também da Polícia Civil de Mato Grosso apontam que o tio do ex-deputado José Geraldo Riva, Joaquim Riva, morto em março deste ano no município de Dores do Rio Preto (ES), foi executado a mando de um irmão e sobrinho, moradores do município de Juara (a 696 km de Cuiabá).

Geraldo Riva e José Henrique Riva, pai e filho, tiveram a prisão decretada e policiais civis de Juara chegaram a fazer buscas, porém, eles não foram encontrados, na última segunda-feira (10). Executores do crime confirmaram que o valor de R$ 30 mil foi pago para o cometimento do assassinato.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Delegado de Juara, Carlos Henrique Engelmann, atuou em parceria com a Polícia Civil do Espírito Salto. Ele explicou como o interrogatório dos executores levou à identificação dos mandantes do crime.

Valdeir Soares dos Santos foi preso no município de Juara. Ele teria sido contratado por por Geraldo e pelo filho dele, José Henrique. Valdeir, por sua vez, contratou os autores do assassinato.

Joaquim Riva foi sequestrado e morto com tiros na cabeça. Os autores do crime foram presos no Rio de Janeiro, durante fuga, e confirmaram a contratação do serviço por parte de Valdeir, que, por sua vez, confirmou que a ordem para matar foi feita por Geraldo e seu filho.

As investigações apontaram também que pai e filho tramaram a morte de Joaquim após ele ter feito ameaças a Carlos Henrique.

Ouça entrevista do delegado à imprensa local

 

Comente esta notícia

Fenix 18/06/2019

É A SOCIEDADE ESTA COMPLICADA, COMO NA ÉPOCA DE NOÉ OU COMO NA ÉPOCA DE SODOMA EM QUE HAVIA TANTA BARBARIES E MESMO HAVENDO A PREGACAO PARA O ARREPENDIMENTO OS TAIS ESTAVAM CEGOS, ACREDITAVAM MAIS NA APRENCIA PERCEBIDA PELOS SENTIDOS QUE NA MENSAGEM DA SALVACAO. MAS DE FORMA ABREVIADA E CLARA EU CONTINUO A PREGAR ARREPENDEI-VOS PORQUE OS TEMPOS SAO FINDOS E TODOS DARAO CONTA DE SUAS OBRAS AO CRIADOR. OS OLHOS DELE PERCORREM TODA A TERRA, NAO HA NADA OCULTO DIANTE DELE. A JUSTICA DO HOMEM TARDA E FALHA, TODAVIA A DO SENHOR VEM NA HORA CERTA, MAS É DOLOROSA E NAO SE PODE SUBORNAR.

positivo
0
negativo
0

MARIA TAQUARA 18/06/2019

misericórdia.. seja na política ou na pistolagem não falta bandidagem com o nome dessa família

positivo
0
negativo
0

2 comentários

1 de 1