Cuiabá, 27 de Novembro de 2022
logo

09 de Dezembro de 2016, 15h:10 - A | A

POLÍCIA / MÁFIA DO DETRAN

Servidores de Ciretran e despachante montam esquema de falsificação e propina

Quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos contra um servidor do Ciretran de Nova Xavantina e outro de Novo São Joaquim. Um despachante e o filho dele também são investigados.

DA REDAÇÃO



A Polícia Civil cumpriu quatro mandados de busca e apreensão, com objetivo de desarticular uma associação criminosa de fraude e corrupção envolvendo servidores públicos do Ciretran e despachantes de veículos, na cidade de Nova Xavantina (645 km a Nordeste de Cuiabá).

A ação polical ocorreu nesta quinta-feira (8).

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Entre os alvos da investigação, estão M. N. P. A., proprietário da empresa Columbia Despachante, seu filho e funcionário, J. M. S. A., o servidor do Ciretran de Nova Xavantina, N. G. M. B., além de outro servidor público do Ciretran de Novo São Joaquim.

As investigações contra a quadrilha acusada de crimes contra a administração pública iniciaram há cerca de cinco meses.

Segundo as informações levantadas pela Polícia, a organização criminosa está envolvida em crimes de falsificação documentos, falsidade ideológica, estelionato, cobranças indevidas, corrupção ativa e corrupção passiva.

Nas buscas, realizadas na casa e na empresa do despachante e nas residências dos servidores públicos foram apreendidos documentos, lacres de uso exclusivo do Ciretran e uma arma de fogo.

De acordo com o delegado Sidarta Vidigal de Almeida, entre as ações cometidas pelo grupo está o licenciamento de veículos em nome de pessoas falecidas.

“Com base nas investigações, conseguimos fechar o estabelecimento do suspeito e o afastamento dos dois funcionários do Ciretran, acusados de integrar a quadrilha”, destacou o delegado.

Leia também:

Servidores do Detran e despachantes são presos por esquema de fraudes

 

Comente esta notícia