facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 22 de Maio de 2024
22 de Maio de 2024

14 de Dezembro de 2010, 22h:35 - A | A

POLÍCIA /

Quadrilha de arrombadores de caixas eletrônicos está presa na Capital



MIRO FERRAZ
DA REDAÇÃO 

A polícia divulgou as fotos dos integrantes de uma quadrilha que arrombava caixas eletrônicos com maçaricos, na Capital. Os bandidos foram presos na madrugada de domingo para segunda, quando tentavam arrombar o prédio do Ganha Tempo para roubar o dinheiro do caixa eletrônico do Banco do Brasil, instalado no local. Com os bandidos foram apreendidas 01 marreta, 01 talhadeira e 02 espátulas de borracharia(semelhante a pé de cabra) 01 Pistola ponto 40 de propriedade da Policia Civil, que estava com Wesley Emerson de Souza e Silva (19). Os presos são, além de Wesley, Itaro Melck Martinez de Melo (22), Marcos Divino Oliveira Lima  (22 ),

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Kaio Felipe Dias Almeida (19) e Sidnei Ferreira da Silva (30).

De acordo com a PM, houve uma denúncia de que assaltantes planejavam arrombar o caixa do Banco do Brasil, localizado dentro do prédio do Ganha Tempo, na Capital. Dois PMs foram colocados de prontidão observando o local. Os bandidos chegaram a arrombar uma janela do prédio e quando perceberam a presença da polícia, fuigiram a pé.  "Nossa idéia era esperar a concretização do roubo mas eles, de repente sairam correndo", disse o tenente Guilherme Gahyva, que comandou a operação. Os militares iniciaram uma perseguição e conseguiram prender os bandidos.

Quatro que fugiram a pé e um que tentou escapar em um veículo Fiat Uno. Com os marginais os PMs encontraram uma pistola ponto 40, de propriedade de Polícia Civil. Segundo as informações, a arma teria sido furtada da casa de uma policial. Os bandidos foram presos na entrada do posto Seminário, na esquida das avenidas Parainha e General Mello. Até agora, mais de 100 equipamentos foram arrombados em Mato Grosso e o prejuízo aos bancos já passa de R$ 2 milhões.

 

Comente esta notícia