Cuiabá, 06 de Dezembro de 2022
logo

11 de Novembro de 2016, 15h:00 - A | A

POLÍCIA / BOA ESPERANÇA

Publicitário sofre sequestro-relâmpago e tenta 'negociar' com bandido

Abordado enquanto esperava a intensidade da chuva reduzir, no fim da tarde desta quinta-feira (11), o publicitário tentou convencer o bandido a não roubar seu Fiat Uno. Ele prometeu R$ 200 ao bandido, mas enquanto foi sacar o dinheiro o bandido fugiu.

DA REDAÇAO



O publicitário T.C., 30, sofreu um sequestro-relâmpago no final da tarde de quinta-feira (10), no bairro Boa Esperança, região nobre de Cuiabá.

De acordo com o boletim de ocorrência, por volta das 18h, ele estava parado dentro de um Fiat Uno, em uma das ruas do bairro, aguardando a redução da intensidade da chuva, quando foi abordado por um bandido armado.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O criminoso anunciou que era um roubo e tomou a direção do carro. O publicitário foi obrigado a ficar no banco do passageiro e foi levado com o carro  pelo criminoso, que seguiu pela Avenida Fernando Corrêa.

O publicitário disse que ainda tentou convencer o bandido a não roubar o carro e afirmou que sacaria uma quantia de R$ 200 para o criminoso.

O ladrão chegou a estacionar no pátio de um supermercado, mas desistiu ao perceber que no local havia câmeras de segurança.

Após sair do supermercado, o bandido estacionou na rua lateral, onde o ladrão mandou a vítima ir até o caixa-eletrônico sacar o dinheiro.

Porém, quando a vítima retornou, o criminoso já havia fugido do local com o carro e uma mochila com diversos pertences, como celular, documentos e outros objetos do publicitário.

Segundo relatos da vítima, toda a ação durou cerca de 40 minutos. 

A Polícia Civil investiga o caso, por meio da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derfva).

Insegurança

Na madrugada da última quinta-feira (10), o advogado Frederico Lepesteur, 36, também foi vítima de um sequestro-relâmpago. De acordo com a Polícia Militar, bandidos abordaram o abordaram em sua caminhonete próximo ao aeroporto de Várzea Grande e o levaram até a cidade de Porto Esperidião (405 km de Cuiabá).

Segundo os familiares, o advogado saiu de sua residência com sua caminhonete Toyota Hilux branca por volta da 1h. Ele iria apenas para levar um primo, que é oficial do Exército até o aeroporto para viajar até Campo Grande (MS), mas acabou rendido.

Leia mais

Advogado é sequestrado em VG e liberado na fronteira com Bolívia

Comente esta notícia