Cuiabá, 29 de Setembro de 2022
logo

22 de Novembro de 2013, 18h:00 - A | A

POLÍCIA / TERMOELÉTRICA

Operário é sugado por máquina e morre triturado em usina de Mato Grosso

Máquina distribui material para uma extração de biomassa e apresentava defeito há meses, segundo colegas

JOÃO RIBEIRO
DA REDAÇÃO



O operário Genilson Jesus Fonseca, de 27 anos, morreu triturado após ser sugado por uma máquina, quando fazia a limpeza do silo principal da usina termelétrica Guaçu, localizada no município de Aripuanã (900 km de Cuiabá). A morte ocorreu nesta quinta-feira (21).

Ao RepórterMT, o delegado da Polícia Civil, Albertino Félix de Brito Júnior, disse que a vítima foi puxada pela máquina que distribui material para a caldeira de extração de biomassa. A temperatura da caldeira é superior a 450° C.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

“Estamos periciando o local para saber de fato o que houve. No momento da morte, apenas a vítima trabalhava no local. A máquina era operada a distância por um controle”, explicou. Segundo Albertino, funcionários da termelétrica afirmaram ao delegado que o equipamento apresentava problemas há meses.

“Os trabalhadores disseram que às vezes a máquina tinha que ser ligada e desligada para funcionar normalmente. Estamos apurando essa hipótese também”, disse.

Ao ser puxado pela máquina, Genilson ainda gritou pedindo socorro, porém quando os colegas foram até o local, se depararam apenas com uma parte da cabeça da vítima. O resto do corpo estava esmagado.

“Ele foi identificado pelos familiares, que estão abalados com o caso”, afirmou.

De acordo com Albertino, o inquérito da perícia deve durar cerca de 30 dias, mas pode ser prorrogado. “Caso seja preciso o local deve ser periciado novamente. Vamos chamar operadores de outra termoelétrica para tentar nos ajudar”, disse. Ele foi enterrado nesta sexta-feira.

Comente esta notícia