Cuiabá, 29 de Janeiro de 2023
logo

26 de Dezembro de 2014, 15h:39 - A | A

POLÍCIA / LAÇOS DE FAMÍLIA

Menina de 8 anos desaparece e pai desconfia de avó; mãe se envolveu com tráfico

Avó materna que estava com a criança disse que a menor desapareceu quando retornava para casa sozinha; Pai da menor que tem a guarda disse que ela não saía sozinha

MAYARA MICHELS
DA REDAÇÃO



Uma menina de 8 anos está desaparecida há 7 dias, desde que foi vista pela última vez pela avó na cidade de Lucas do Rio Verde. Mas o que chamou a atenção da Polícia e dos moradores foi o depoimento dos familiares de Ana Carolina Gomes Feitosa, de 8 anos, durante essa semana de buscas pela criança.

A avó materna disse que estava com a criança quando e a menina resolveu retornar para casa, que fica no mesmo bairro. Ela disse ainda que a criança andava sozinha com frequência, mas dessa vez desapareceu. Já o pai, Edinaldo Feitosa, que tem a guarda, disse suspeitar da versão da avó, já que a filha nunca teria andado sozinha na rua. "Acredito que a avó dela saiba onde ela está. Não tem lógica a menina sumir assim. Ela não saía assim não. Essa história está mal contada", disse o pai.

Edinaldo é separado da mãe de Ana Carolina. Ele ganhou a guarda da filha após a mãe ser presa por envolvimento com o tráfico de drogas. Edinaldo mora com Ana Carolina e outra irmã mais velha. “Tenho esperança de encontrar a minha filha", afirmou Edinaldo.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Ele suspeita que a menina tenha sido levada para Colíder, onde moram alguns familiares da mãe. Caso seja confirmada a tese do pai, a avó materna da criança pode responder por sequestro.

Entretanto, a Polícia Civil informou que o desaparecimento está sob investigação e que não tem suspeito do crime. Após o desaparecimento, um rapaz foi detido, mas liberado por falta de provas. Imagens do circuito de segurança de um comércio próximo à casa da avó de Ana Carolina devem contribuir com as investigações.

O delegado Bruno Magalhães Abreu é quem investiga o desaparecimento.

 

 

Comente esta notícia