facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 19 de Junho de 2024
19 de Junho de 2024

26 de Dezembro de 2022, 17h:44 - A | A

POLÍCIA / FOI DELATADO

Mato-grossense é apontado como colaborador de homem preso por terrorismo em Brasília

Alan seria taxista em Comodoro (656 km de Cuiabá) e viajou a Brasília para participar da manifestação instalada na frente do Quartel General do Exército.

APARECIDO CARMO
DO REPÓRTER MT



O mato-grossense Alan Diego dos Santos Rodrigues, de 32 anos, é suspeito de colaborar com George Washington de Oliveira Souza, acusado de terrorismo, por colocar um artefato explosivo em um caminhão próximo ao aeroporto de Brasília.

Alan seria taxista em Comodoro (656 km de Cuiabá) e viajou a Brasília para participar da manifestação instalada na frente do Quartel General do Exército. No dia 23 de dezembro ele teria recebido de Washington um artefato explosivo pronto para detonação.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Em depoimento à Polícia Civil do Distrito Federal, George Washington citou o nome de Alan como um dos responsáveis por planejar o atentado, que tinha como alvo o sistema elétrico da Capital Federal.

A ideia do grupo seria provocar falta de energia em Brasília e dar “início ao caos que levaria à decretação do estado de sítio” em todo o território nacional. Segundo a Constituição, no estado de sítio há restrição de direitos fundamentais e o Executivo tem seus poderes aumentados.

George Washington deve ser levado para a penitenciária da Papuda, em Brasília. Segundo o portal UOL, Alan Diego dos Santos Rodrigues não está mais no Distrito Federal.

LEIA MAIS - Moraes manda PF prender Oswaldo Eustáquio e Bismarck Fugazza

Comente esta notícia