Cuiabá, 29 de Janeiro de 2023
logo

17 de Dezembro de 2014, 15h:11 - A | A

POLÍCIA / OPERACÃO OFFICE

Funcionários são presos acusados de participarem de roubo a escritório de contabilidade

Todos eles têm passagens pela polícia nos crimes de roubo, tráfico de drogas, porte de arma de fogo e formação de quadrilha.

DA REDAÇÃO



Uma quadrilha especializada em roubos foi desarticulada na “Operação Office”, desencadeada pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá, da Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira (17). Entre os presos estão dois funcionários da empresa assaltada.

Na ação foram cumpridos três mandados de prisão temporária e seis busca e apreensão domiciliar, resultando na prisão de três integrantes do grupo criminoso e na apreensão de meio quilo de pasta-base de cocaína.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Cinco integrantes da quadrilha tiveram mandados de temporária decretados por roubo qualificado e associação criminosa, sendo preso três dos suspeitos. São eles: Russel Augusto Buana dos Santos, 24, Joail Dias da Costa Filho, 30, e Herisson Souza de Assis, 19 anos. Os suspeitos Alexssandro Benedito de Souza, 29, e Douglas Souza de Assis, 22, estão foragidos.

Todos eles têm passagens pela polícia nos crimes de roubo, tráfico de drogas, porte de arma de fogo e formação de quadrilha.

Na operação, policiais da Derf Cuiabá também cumpriram seis mandados de busca e apreensão domiciliar. Todas as ordens judiciais foram expedidas pela juíza de Direito da 6ª Vara Criminal da Capital.

As investigações comandadas pela delegada de polícia, Elaine Fernandes da Silva, iniciaram após roubo ocorrido no dia 5 de setembro deste ano, em um escritório de  contabilidade, no bairro Centro Norte, em Cuiabá.

Na ocasião, o estabelecimento estava em construção e vários pedreiros trabalham no local. O dono pagava os funcionários, quando dois homens armados chegaram e anunciaram o assalto.

Do local, os bandidos subtraíram R$ 6 mil em dinheiro, diversas joias avaliadas em mais de R$ 10 mil, e outros pertences. Conforme testemunhas, os bandidos agiram com muita truculência, humilhando e rasgando as roupas da vítima que ficou despida na frente dos funcionários.

Nas investigações, a Polícia Civil apurou que Russel e Joadil trabalham na obra, e são acusados de terem planejados e coordenados o roubo, controlando e passando informações privilegiadas aos comparsas, Alexssandro e Herisson, os executores do crime.

Durante o monitoramento e outras provas testemunhais, reconhecimento pessoal e imagens das câmeras de vigilância, os policiais civis descobriram o esquema praticado e identificaram que o quinto envolvido, Douglas, foi o responsável pelo apoio logístico da quadrilha.

Diante dos índicos das autorias, todos os acusados tiveram as prisões temporárias decretadas. Ainda no cumprimento de um mandado de busca e apreensão domiciliar na residência do Alexssandro, no bairro Jardim Fortaleza, os policiais civis localizaram aproximadamente meio quilo de pasta-base de cocaína escondida embaixo da cama do suspeito. No momento das buscas, Alexssandro já havia foragido do local, porém sua esposa foi conduta a Derf para ser interrogada e prestar esclarecimentos.

"O vínculo entre os indiciados, integrantes da associação criminosa está comprovado nos autos, não havendo dúvidas de que a ação criminosa foi planejada e coordenada por Russel e Joadil, executada por Herisson e Alexsandro e com suporte logístico do indiciado Douglas", finalizou a delegada Elaine Fernandes.

 

 

Comente esta notícia