facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 18 de Julho de 2024
18 de Julho de 2024

01 de Outubro de 2017, 17h:02 - A | A

POLÍCIA / VIOLÊNCIA CONTRA MULHER

Crime de estupro sobe 17% nos seis primeiros meses em MT

Só de janeiro a julho deste ano, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), contabilizou 285 crimes desta natureza

RAUL BRADOCK
DA REDAÇÃO



A violência com motivação sexual tem crescido em todo Estado de Mato Grosso. Entre janeiro e julho deste ano, 285 casos foram registrados. Os dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) indicam que esse tipo de crime cresceu 17% em relação ao mesmo período do ano passado, quando 242 casos aconteceram. 

Recentemente, por exemplo, uma idosa de 74 anos, teve a casa dela invadida e roubada por um assaltante que tentou estuprá-la. O caso aconteceu em Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá). A idosa procurou a Polícia Civil para denunciar que havia sido vítima de roubo e tentativa de estupro.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Cinco dias antes, a Polícia Militar prendeu Damião de Jesus Marques, 28 anos, após ele invadir uma casa e tentar estuprar uma mulher e a filha dela, de 3 anos. O caso aconteceu no bairro Jardim Liberdade, em Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá).

Quando a PM chegou no local, encontrou o agressor agonizando no chão. A vítima, que tem 19 anos, relatou que teve a casa invadida pelo agressor que a ameaçou com uma faca. Ele tentou arrastar ela para o quarto, dizendo “hoje você vai dar pra mim. Vou estuprar você e a sua filha e depois matar as duas”. O criminoso ainda pegou na vagina da mulher.

Conforme o artigo 213 da Lei 12.015 do Código Penal: “Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso: pena - reclusão, de 6 (seis) a 10 (dez) anos”. 

A pena aumenta se a vítima for menor de 18 anos e se a ação resultar na morte da pessoa.

Mulheres vítimas da violência

Nos seis primeiros meses deste ano, 19.804 mulheres foram vítimas de violência, entre física, psicológica e sexual, em Mato Grosso. Conforme a Sesp, o número é 13% superior em relação ao mesmo período do ano passado, quando 17.514 casos foram registrados. Conforme a Defensoria Pública do Estado, a maioria dos agressores tem vínculo afetivo com as vítimas.

Os dados de 2017 mostram que praticamente 110 mulheres são vítimas da violência todos os dias no Estado. Figuram no topo da lista os crimes de ameaça, lesão corporal, injúria e difamação, mas também há registro de crimes ainda mais graves, como estupro, homicídio tentado e consumado.

Leia mais

Em seis meses, 20 mil mulheres foram vítimas de violência em MT

Bandido se masturba enquanto assalta idosa

Mulher reage a estupro e dá surra em bandido no interior de MT

Comente esta notícia