facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 14 de Julho de 2024
14 de Julho de 2024

18 de Dezembro de 2017, 10h:07 - A | A

POLÍCIA / MENORES E PERIGOSOS

Bandidos invadem casa em Rondonópolis e estupram mãe e filha

Os criminosos ameaçaram a família, agrediram as mulheres, com chutes, coronhadas na cabeça e ainda colocaram as mãos por dentro das calças das vítimas e começaram a introduzir os dedos nas vaginas da mãe e da filha mais velha.

CAMILA PAULINO
DA REDAÇÃO



Três criminosos armados invadiram uma residência e renderam cinco pessoas da mesma família. Mãe e filha foram estupradas durante o crime, na noite deste domingo (17), no bairro Altos da Vila Mineira, em Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá). Dois foram identificados como menores de idade.

Os criminosos ameaçaram a família, agrediram as mulheres, com chutes, coronhadas na cabeça e ainda colocaram as mãos por dentro das calças das vítimas e começaram a introduzir os dedos nas vaginas da mãe e da filha mais velha. Em dado momento um dos menores ainda tirou o pênis para fora e começou a esfregar nelas.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

As vítimas conseguiram identificar dois dos agressores, por meio de fotos apresentadas pelos policiais na delegacia. Ambos são menores e foram identificados como V. H. M.S., de 17 anos, e J.G.S., de 17 anos. A Polícia Judiciária Civil (PJC) investiga quem é o terceiro envolvido. Também é procurado um comparsa que deu suporte ao crime.  

De acordo com relatos das testemunhas à Polícia Militar, o portão da casa estava aberto quando as duas filhas, uma de 14 anos e a outra de 24 anos, foram abordadas na área da residência por três assaltantes, todos armados.

Na sequência, invadiram a casa, também renderam a mãe, de 52 anos, e colocaram as três amarradas dentro do banheiro.

Durante o crime, os bandidos afirmavam que conheciam as vítimas, sabiam da rotina da casa e que estavam escondendo dinheiro.

Um dos bandidos ainda foi até o quarto onde dormiam o pai, de 52 anos, e o filho caçula, de 11 anos, e rendeu os dois. Eles foram obrigados a se manter deitados no chão enquanto os criminosos reviravam toda a casa em busca de dinheiro.

Após aproximadamente uma hora procurando dinheiro, os criminosos receberam um telefonema de um comparsa, que estava nas imediações esperando para ajudar na fuga.

Após a ligação, os criminosos fugiram levando notebook, celulares e joias da família.

A Polícia Militar fez rondas na região, mas  não encontrou os criminosos.

O caso é investigado pela PJC.

Comente esta notícia