Cuiabá, 20 de Agosto de 2022
logo

13 de Dezembro de 2017, 08h:57 - A | A

POLÍCIA / REFÉNS DA VIOLÊNCIA

Bandidos aterrorizam família e trocam tiros com polícia durante assalto

Um dos assaltantes foi baleado no ombro, perseguido e capturado pela polícia, após fazer a família refém.

RAUL BRADOCK
DA REDAÇÂO



Bandidos armados invadiram a casa de uma família, no bairro Recanto dos Pássaros, em Cuiabá, na noite desta terça-feira (12). Durante a ação de resgate das vítimas, um assaltante foi baleado no ombro pela polícia.

Conforme o boletim de ocorrência, o crime aconteceu por volta das 23h, quando um morador estava saindo de casa, com o carro. Ele foi rendido e obrigado a entrar na casa, onde estava o restante da família, incluindo crianças e uma pessoa idosa.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

A dupla de assaltantes foi identificada como Bruno Ferreira de Freitas, 28 anos, e Moacyr de Souza Junior Taques, 26 anos. Eles ameaçaram matar todos, além de trancar a família em um dos cômodos da casa.

Segundo as vítimas, os bandidos ficaram cerca de 1h dentro da casa, recolhendo objetos de valor.

A prisão

Quando a PM chegou, a família já tinha conseguido sair da casa e estava na rua, gritando por socorro.  

Uma equipe da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) entrou na casa e localizou a dupla de assaltantes. Moacyr estava com um revólver na mão e apontou em direção a um policial, que revidou acertando um tiro no ombro do criminoso.

A dupla fugiu pulando muros de casas vizinhas, porém, os bandidos foram presos após cerco policial. Segundo a PM, os criminosos só foram capturados na quinta casa vistoriada pela PM, após 1h de buscas com autorização dos moradores.

A casa foi isolada e a cena do crime analisada pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

Moacyr foi encaminhado para uma unidade de saúde, onde recebeu atendimento médico. Em seguida, ele e o comparsa foram algemados e encaminhados para a Central de Flagrantes (Cisc), onde o caso foi registrado.

O crime é investigado pela Polícia Civil, por meio da Delegacia de Roubos e Furtos (Derf).

Comente esta notícia