Cuiabá, 08 de Fevereiro de 2023
logo

05 de Janeiro de 2023, 13h:30 - A | A

POLÍCIA / ESTUPRO E AGRESSÃO

Bandido é preso por engravidar menina de 13 anos e cortar o cabelo da vitima

Além de crime de estupro de vulnerável, o bandido agredia verbalmente e fisicamente a menor

DO REPÓRTER MT



Um criminoso acusado de estupro de vulnerável e violência doméstica praticado contra uma adolescente de 13 anos, no município de Vila Rica (1.259 km a nordeste de Cuiabá), teve o mandado de prisão preventiva cumprido, pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (04.01), em trabalho realizado pela equipe da Delegacia do município.

O criminoso, de 20 anos, considerado extremamente agressivo, mantinha relações sexuais e teria engravidado a menina com quem convivia maritalmente na zona rural do município. Em uma crise de ciúmes, ele teria cortado os cabelos da adolescente.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

As investigações iniciaram na segunda-feira (02.01), após ele ser preso em flagrante em ação da Polícia Militar, que recebeu denúncia anônima de um morador da Vila Santaninha, zona rural de Vila Rica, que mantinha relações sexuais com uma adolescente de 13 anos, além de oferecer drogas e agredir fisicamente a menor.

No local, os policiais encontraram a vítima e constataram a veracidade da denúncia, sendo confirmado pela menor que ela convivia com o agressor e que desconfiava que estava grávida dele. A adolescente relatou ainda que ele era extremamente agressivo, e que há cerca de um mês havia sido agredida por ele, ocasião em que ele havia cortado os seus cabelos como forma de “lição”.

Com base nos relatos, a Polícia Militar conduziu o acusado para a Delegacia de Vila Rica, onde após ser interrogado, pelo delegado Diogo Jobane, foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável.

Diante da gravidade dos fatos, o delegado solicitou o exame de corpo de delito, toxicológico e de conjunção carnal da menor e também representou à Justiça pela conversão da prisão em flagrante em preventiva, que foi deferida pela Justiça e cumprida na quarta-feira (02).

“Além do crime de estupro de vulnerável, ficou claro nas investigações, a violência verbal e física sofrida pela adolescente, uma vez que cortar o cabelo de uma mulher, em qualquer idade, como forma de castigo é uma das maiores humilhações e subjugação que pode ocorrer”, disse o delegado.

Segundo o delegado, Diogo Jobane, tudo indica que o suspeito também engravidou outra menina, portadora de deficiência intelectual, no ano de 2021, tendo assim cometido outro crime de estupro de vulnerável. O caso será investigado em inquérito policial.

LEIA MAIS - Bandidos atiram em mãe e filho de 6 anos em MT

Comente esta notícia