Cuiabá, 30 de Novembro de 2022
logo

04 de Outubro de 2022, 08h:15 - A | A

POLÍCIA / EXTREMISTA É PRESO

Aluno reclama de bullying e ameaça massacre em escola militar de MT

O aluno tem 18 anos e disse que não tinha real intenção de cometer esse massacre e que era vítima de chacotas na escola

DAFFINY DELGADO
DO REPÓRTER MT



Um jovem de 18 anos - identidade não revelada - foi preso na segunda-feira (03), acusado de ameaçar um massacre na escola Cívico Militar, na cidade de Cáceres (225 km de Cuiabá). As ameaças foram feitas por meio de um perfil fake no Facebook, criado por ele.

A prisão foi feita por investigadores da Polícia Civil, após os responsáveis pela Escola Estadual Cívico Militar Senador Mario Motta, localizada na região do bairro Cidade Alta, denunciarem as ameaças.  

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Na publicação, o estudante da unidade lembrou do ataque que aconteceu em uma unidade de ensino na Bahia e destacou que a aluna cadeirante, que morreu, era inocente.

Ele escreveu que iria derramar sangue de quem estivesse cometendo bullying contra inocentes.

"Um ataque em uma escola está preste a acontecer. O ataque na escola na Bahia foi triste, mas ela não merecia morrer. A escola Cívico Militar de Cáceres MT está uma porcaria. Tem um coronel que se acha e não sabe conversar. Espere eu estarei chegando aí. Queria citar nomes de alunos que está fazendo mal para outros alunos, eu fui um desses. Bom espero que vocês abracem sua família que, esta semana, sangue vai derramar e só vou observar", escreveu estudando em publicação.

Em entrevista ao Cáceres Notícias, o delegado Igor Sasaki, responsável pelo caso, afirmou que por meio da publicação foi possível identificar o autor. Preso em flagrante, ele confessou a autoria da ameaça e disse que vinha sofrendo bullying na escola.

"A mensagem vinha com o teor de que sangue seria derramado na escola e diante da gravidade a escola veio nos notificar. A equipe da Polícia Civil de pronto conseguiu identificar que o suspeito criou um perfil falso e publicou as ameaças no perfil da escola. Diante dos fatos conseguimos rapidamente identificar o real autor das ameaças, fomos até a residência dele e estamos fazendo os trâmites flagrancial onde ele irá responder pelos fatos que ele cometeu, que são graves", explicou.

"Inicialmente ele disse que não tinha real intenção de cometer esse massacre e que era vítima de bullying na escola, de menosprezo, falta de atenção e que por isso ele fez essas ameaças. Ainda não temos como definir se ele ia realmente ou não cometer esses crimes. As investigações continuar. Vamos continuar apurando para saber se tem envolvimento de outras pessoas", completou delegado.

Reprodução

ameaça massacre escola de caceres

 

Comente esta notícia

Patus 04/10/2022

Amigos, escola cívico militar não quer formar militares, seu objetivo é possibilitar a alunos e professores um bom ambiente escolar, no qual os alunos aproveitem ao máximo para estudar e crescer como cidadãos conscientes de seus direitos e deveres e no qual o professor é respeitado.

Eduardo Alvarenga 04/10/2022

Na verdade tem que entender porque ele estava agindo com essa ameaça, verificar os pontos destacados pelo mesmo e acompanhar os citados, para não criarem outras.

Moreira 04/10/2022

Senhor Fenix, existem outras escolas, se não gosta é só matricular seu filho nelas. Já para meus filhos, eu quero ensina-los desde cedo o real significado de hierarquia, respeito e disciplina. Sem falar em outros valores, agora, "bulliyng" é um problema global e muito pior em outras instituições de ensino, não ouse vincular esse problema exclusivamente em escolas cívico-militar. Eu estudei integralmente em escola pública, e sei muito bem o que eu sofri nelas, principalmente a lavagem cerebral politica, não quero isso para meus filhos.

Fenix 04/10/2022

UM ERRO TRANSFORMAR AS ESCOLAS DE CIVIS EM REDUTO DO MILITARISMO. SER MILITAR DEVE SER UMA ESCOLHA E NÃO UMA OBRIGACAO. RESPEITO AS INSTITUICÓES MILITARES, CONTUDO SOU CONTRA O ESTADO TRANSFORMAR NOSSAS ESCOLAS EM REDUTO MILITAR. ESSA IDEIA DE FORMAR CIDADAOS COMFORME A DOUTRINA POSITIVISTA É ALGO QUE DEVE SER CONTESTADO. O MUNDO HOJE É DIALÉTICO E PRIMAR PARA UMA CORRENTE DE FORMACAO DO QUEBRO MAS NÃO ENVERGO É UMA ABERRACAO, POIS FERE O PRINCIPIO DO CONTRADITORIO DA AMPLA DEFESA E O PRINCIPIO DE ISONOMIA.

4 comentários

1 de 1