Cuiabá, 12 de Agosto de 2022
logo

30 de Junho de 2022, 08h:22 - A | A

POLÍCIA / NUA EM MATAGAL

Acusado de estuprar garota de 17 anos nega crime e culpa "amigo"

Jonatan Alves de Souza, 31 anos, foi encontrado na região do bairro Porto, em Cuiabá e disse que fugiu do local do crime após comparsa fazer a vítima desmaiar e dar uma pedrada nela.

JOÃO AGUIAR
DO REPÓRTER MT



Jonatan Alves de Souza, 31 anos, acusado de estuprar uma garota de 17 anos, no bairro Pedra 90, na última segunda-feira (27), já foi preso em Santa Catarina, fugiu e acabou sendo preso novamente no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC).

Conforme apurado, quando estava no CRC, ele ficava na ala “arco íris” da unidade, por ser casado com uma transexual.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Jonatan foi encontrado na região do bairro Porto, em Cuiabá nessa terça-feira e nega ter cometido o crime. Em reportagem ao programa Cadeia Neles, Ele afirma que abordou a jovem e roubou celular e dinheiro.

“Estava eu e outro rapaz atrás de droga. Peguei a droga e fumamos. Acabou a droga e ele falou: vamos roubar um celular, que os caras das biqueiras estão cobrando. Aí rodamos o Pedra 90 inteiro, aí entramos numa construção. Quando ela saiu da academia, eu enquadrei ela, segurei no pescoço e peguei o celular”, relatou.

Leia mais sobre o caso

Garota de 17 anos é estuprada e deixada nua em terreno baldio no Pedra 90

Preso homem que estuprou menina de 17 anos no Pedra 90

Ele continuou dizendo que seu comparsa deu uma pedrada na vítima. “Quando eu peguei o celular, ele deu um mata-leão por trás e começou a enforcar e disse que não ia matar, só desmaiar. Quando ela apagou e caiu no chão, ele pegou uma pedra e bateu na cabeça aí eu desesperei e fugi, daí ficou só ele”, contou.

Ao ser questionado sobre seu documento ter sido encontrado embaixo do corpo da menor, ele respondeu que caiu quando ele abordou a jovem e pegou seu celular.

A vítima reconheceu Jonatan como um dos acusados do crime, mas a Polícia Civil segue investigando o caso e procura o outro acusado do crime.

Veja vídeo:

Comente esta notícia