facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 22 de Julho de 2024
22 de Julho de 2024

30 de Setembro de 2017, 19h:32 - A | A

PODERES / DESCABELADO E DE PIJAMA

Vídeo mostra deputado 'fugindo' de prédio, minutos antes da PF chegar

O deputado estadual Gilmar Fabris está preso no Centro de Custódia da Capital por determinação do ministro do STF, Luiz Fux, sob acusação de suposta obstrução da justiça.

RAFAEL DE SOUSA
DA REDAÇÃO



Imagens gravadas por câmeras de segurança mostram o momento exato em que o deputado estadual Gilmar Fabris (PSD) deixou às pressas o apartamento onde mora, no bairro Santo Rosa, em Cuiabá, com uma mala, minutos antes da chegada da Polícia Federal, que iria cumprir mandados de busca e apreensão, oriundos da Operação Malebolge, no último dia 14 de setembro.

No vídeo, divulgado pela TV Centro América, Fabris aparece junto da mulher entrando no elevador usando pijama azul marinho, chinelo e com uma mala na mão, por volta das 5h34. Às 5h36, o casal aparece no estacionamento do prédio e entra em um carro de cor preta.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Minutos depois de deixar o edifício, os agentes federais chegam para cumprir os mandados de busca e apreensão, determinados pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF). Os pedidos foram baseados no acordo de delação do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) à Procuradoria-Geral da República (PGR).

Gilmar Fabris passou a ser investigado depois que apareceu reclamando do valor de uma suposta propina em um vídeo entregue pelo ex-governador aos procuradores da República. Outros sete parlamentares também são investigados pela Justiça Federal.

A saída repentina de Fabris minutos antes da chegada da Polícia Federal foi interpretada como obstrução à Justiça e, por isso, o ministro Luz Fux determinou a prisão do político no 15 de setembro. No entanto, o deputado nega que tenha recebido informação privilegiada sobre a operação e que tenha escondido documentos. 

Gilmar Fabris está preso há duas semanas no Centro de Custódia da Capital (CCC).

Confira o vídeo

Comente esta notícia

JVA 01/10/2017

É simples de verificar a veracidade da fala do advogado de Gilmar. Se ele realmente possui o hábito de todas as manhãs sair em torno das cinco horas da manhã de pijama e descabelado para ir à padaria basta requisitar imagens de dias anteriores para comprovar esse hábito. Sem transtornos.

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1