facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 21 de Junho de 2024
21 de Junho de 2024

19 de Dezembro de 2022, 16h:33 - A | A

PODERES / ALVO DE MORAES

STM nega soltura a empresário de Mato Grosso

O pedido de soltura foi ingressado pelo ex-juiz e promotor de Justiça aposentado do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT), Wilson Issao Koressawa. 

DO REPÓRTERMT



O ministro do Superior Tribunal Militar (STM) Marco Antônio de Farias negou, nesta segunda-feira (19), seguimento ao pedido de habeas corpus para soltura do empresário de Mato Grosso, Milton Baldin, preso por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

O pedido de soltura foi ingressado pelo ex-juiz e promotor de Justiça aposentado do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT), Wilson Issao Koressawa. 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O autor ainda pediu que o STM determinasse ao Senado Federal a instauração do pedido de impeachment contra o ministro Alexandre de Moraes, o que também foi negado. O STM considerou que os pedidos não são de sua competência.

Leia também: Moraes mandou prender Baldin a pedido do PSOL

O empresário Milton Baldin foi preso, pela Polícia Federal, no último dia 06, em Brasília. Ele estava no acampamento de manifestantes em frente ao Quartel General do Exército quando foi alvo da operação.

A prisão ocorreu após o empresário divulgar vídeo pedindo apoio dos caminhoneiros, empresários do agronegócio e dos Cac’s (caçadores, atiradores e colecionadores de armas de fogo) para engrossar as manifestações contrárias à eleição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Brasília.

Veja o vídeo que motivou a prisão do empresário:

 

Comente esta notícia