facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 19 de Julho de 2024
19 de Julho de 2024

01 de Novembro de 2017, 09h:13 - A | A

PODERES / TRINCHEIRA DA GUIA

'É absurdo embarreirar uma obra que nunca quiseram fazer', diz Taques

Governador Pedro Taques diz que ajustes estão sendo feitos desde 2016 e que a obra não vai parar.

FLÁVIA BORGES
CAROL SANFORD



O governador Pedro Taques (PSDB) afirmou na manhã desta quarta-feira (1) que a obra de construção da trincheira no entroncamento das rodovias Helder Cândia (MT-010) e Emanuel Pinheiro (MT-251), que ligam Cuiabá a Nossa Senhora da Guia e Chapada dos Guimarães, respectivamente, está sendo aventada há mais de 10 anos, mas nunca saiu do papel.

“Nunca fizeram. Agora que estamos fazendo, estão querendo embarreirar. Isso é um absurdo de acordo com o parecer da Procuradoria Geral do Estado. A obra vai continuar. Quanto aos desvios, nós estamos fazendo para que o cidadão não tenha nenhum prejuízo. Isso foi tudo planejado. Desde o ano passado, a Secretaria de Infraestrutura tratou disso junto ao município de Cuiabá”, diz Taques.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O procurador-geral do Estado Rogério Gallo ressaltou a ilegalidade do embargo, visto que a Lei Complementar Municipal 102/2003 estabelece que alvará é exigido para obras de edificação urbana e não de mobilidade urbana.

“A obra está autorizada, com todas as vias de acesso, desde setembro de 2016. Além disso, está se exigindo um alvará de obras para uma obra de mobilidade urbana. Isso também causa muita surpresa”, afirmou o procurador.

 

Ele diz ainda que chega a ser  “constrangedor até que o Estado tenha que recorrer à Justiça para desembargar uma obra que é de interesse público, municipal e do Estado há mais de 10 anos”.

"Nós vamos de forma constrangedora recorrer ao Judiciário para resolver a questão do embargo. A obra prossegue. Estamos entrando com uma ação agora no plantão judiciário e esperamos já obter a guarida do Poder Judiciário o mais rápido possível para que nós não tenhamos prejuízo no cronograma financeiro. Todos sabemos que um dia de obra pública paralisada é dinheiro dos cofres públicos que sai dos nossos bolsos. Depois quem é que vai pagar por esse atraso? Isso impacta o bolso do cidadão". 

Comente esta notícia

Kleber 01/11/2017

O Pedro Taques como vc nao tem competencia pra ser gestor vaza de a gente ver e ouvir suas mentirosas. So vive metido em rolos e mente pra burro. Cara mala desse como governo. Ta quebrando Mato Grosso.

positivo
0
negativo
0

Túlio 01/11/2017

Tem 4 anos que o Taques vem com a mesma conversa fiada, a cidade um caos. Vai pra....

positivo
0
negativo
0

Dr Davi 01/11/2017

Com o próximo governador esta obra será concluída, Taques não ajuda em nada, os municípios estão abandonados a própria sorte. O governador queria que o prefeito realizasse a obra com recursos próprios pra depois ele ainda usar isso como palanque. Vai trabalhar Taques!

positivo
0
negativo
0

iracildo 01/11/2017

EMANUEL PINHEIRO, SE VOCÊ NÃO TEM COMPETÊNCIA PARA FAZER OBRAS E TAMPOUCO O TAPA BURACOS EM CUIABÁ, PORQUE ESTÁ QUERENDO IMPEDIR UMA OBRA DE RELEVÂNCIA A TODOS? VÁ TRABALHAR E DEIXE TRABALHAR QUEM ESTÁ FAZENDO POR TODOS

positivo
0
negativo
0

4 comentários

1 de 1