Cuiabá, 20 de Agosto de 2022
logo

01 de Janeiro de 2018, 17h:19 - A | A

PODERES / EFEITO ELEIÇÕES 2018

Botelho reduz número de sessões na ALMT para evitar faltas de deputados

"Nós vamos fazer um calendário para não ter problema e, durante o período eleitoral, nós iremos fazer as votações em apenas um dia”, disse o presidente

RAFAEL DE SOUSA
DA REDAÇÃO



O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (PSB) revelou que em 2018 as sessões parlamentares serão realizadas em apenas um dia da semana e não mais dividas em quatro vezes como ocorreu durante todo ano.

“Nós vamos fazer um calendário juntamente com os deputados para não ter problema. E durante o período eleitoral, nos dois meses mais críticos das eleições, nós iremos fazer as votações em apenas um dia”, argumentou o presidente.

A declaração ocorreu em entrevista ao programa SBT Comunidade, da TV Rondon, na tarde de quarta-feira (27).

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

A medida, segundo Botelho, visa evitar o grande número de faltas dos parlamentares devido à corrida eleitoral em 2018, lembrando que, em 2017, falta de quórum foi um dos grandes problemas nas votações dos projetos.

“Nós vamos fazer um calendário juntamente com os deputados para não ter problema. E durante o período eleitoral, nos dois meses mais críticos das eleições, nós iremos fazer as votações em apenas um dia”, argumentou o presidente.

Botelho também avisou que irá conversar com os 24 deputados para que participem mais ativamente das discussões relativas à criação e aprovação de projetos nas comissões.

Nós vamos chamar os deputados para irem à Assembleia realizar as votações, fazer o seu trabalho político e participar das comissões, onde o projeto é realmente discutido.

Apesar da declaração, o próprio Botelho já se irritou com as constantes faltas nas sessões plenárias. Inclusive, na volta do recesso parlamentar em agosto, foi preciso suspender a primeira sessão por falta de quórum.

Botelho aguardou em plenário que os parlamentares aparecessem, porém, não houve a presença de nem sete deputados, que é o mínimo para a abertura da sessão.

À época, parte dos deputados voltou a pedir que fosse colocado em votação um projeto do deputado Oscar Bezerra (PSB), que pune os parlamentares faltosos, com desconto no salário. A medida não foi atendida.

Comente esta notícia

O trouxa 02/01/2018

Serviço pesado kkkkkkkk

Armindo de Figueiredo Filho Figueiredo 02/01/2018

CLARO!!!!CLARÍSSIMO!!!!!...OLHA Aí ....minha gente!!!!!>>>>>....o "PROTECIONISMO""" , como sempre ... IMPERANDO na ""CASA DO POVO""" Está fácil de reverter essas SITUAÇÕES!!!Não lhes confies mais os seus VOTOS (NÓS) eleitores..... E tem mais..... Os mesmos RITMOS DE TRABALHO, que os parlamentares Federais, gozam .. aqui , em BRASÍLIA, ou , seja , trabalham só TRÊS (03) VEZES POR SEMANA...(TEÇA ,QUARTA E QUINTA) e olhe lá .... .E..,, por indução (cascata), os restos dos parlamentares do país AFORA,,, seguem da MESMÍSSIMA FORMA ,,, ORA BOLAS!!!deixem de CHORUMELAS!!!!, Taí a mídia de PROVAS...O ano inteiro, vem delatando essa "POUCA VERGONHA por parte dessa classe, diferenciando totalmente dos restos dos Trabalhadores Assalariados deste País. Se aqui.. em Brasília, a cobrança já é meio camuflada ... imaginem nos restantes das demais ASSEMBLEIAS!!!!! . O QUE ESTÁ PRECISANDO MESMO...> É de uma MUDANÇA GENERALIZADA, ou, seja uma RENOVAÇÃO TOTAL dos políticos que estão ai (tanto na esfera federal como na Estadual). A maioria "RAPOSAS VELHAS"(raríssimas exceções) >>>Viciadas nos velhos costumes, mesmas ladainhas, mesmas promessas, mesmos graus de mentalidades... e ISSO precisa MUDAR!!!... Unica arma e solução ,....>>>Por meio do VOTO... e FIM DE PAPO......

Armindo de Figueiredo Filho Figueiredo 02/01/2018

CLARO!!!!CLARÍSSIMO!!!!!...OLHA Aí ....minha gente!!!!!>>>>>....o "PROTECIONISMO""" , como sempre ... IMPERANDO na ""CASA DO POVO""" Está fácil de reverter essas SITUAÇÕES!!!Não lhes confies mais os seus VOTOS (NÓS) eleitores..... e .... FIM DE PAPO....

CLAUDIO O ALVES 02/01/2018

Acho que o senhor se equivoca pensando que o deputado só trabalha em plenário. Na verdade, o deputado que trabalha faz mais de 60 horas por semana facilmente, não tem sábado, domingo ou feriado e atende a qualquer hora do dia ou da noite. O trabalho parlamentar é exaustivo e normalmente afasta o político do convívio da família. É claro que não justifica a ausência nas sessões plenárias tão frequente, mas a concentração das sessões de votação em apenas um dia deve vir acompanhado de punição severa aos faltantes, no mínimo, o desconto do salário correspondente ao número de sessões e não apenas ao dia de trabalho.

Nota de repúdio 01/01/2018

Nota de repúdio. A constituição Federal de 88 garante que todos somos iguais, mas acredito que esse embasamento não é aplicado aos nosso deputados. Todos tem turno de trabalho de 40 horas ou 30 horas com aplicação de sanções previstas lei de ocorrer faltas injustificadas. Ao se candidatar todos sabem que local de trabalho fica em Cuiabá na Assembleia Legislativa, porém ao assumir, esquecem querem viajar, ficar em suas bases e pior não querem duas sessões por semana. Respeito à opinião nobre deputado mais precisamos passar uma maior credibilidade aos nosso povo Mato grossense. Vou montar um vai assinado repudiando esse tipo redução

5 comentários

1 de 1