facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 23 de Junho de 2024
23 de Junho de 2024

12 de Novembro de 2022, 08h:10 - A | A

PODERES / PETIÇÃO NO STF

Advogado de MT cita relatório das Forças Armadas e pede anulação da eleição de Lula

Pedido foi distribuído nesta quinta-feira (10) ao ministro Edson Fachin

THAIZA ASSUNÇÃO
DO REPÓRTER MT



O advogado Lucas Felipe do Nascimento Moura, morador da cidade de Sorriso ( a 415 km de Cuiabá), pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF),  anulação da eleição presidente, que terminou com a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O pedido foi protocolado nesta quinta-feira (10) e distribuído ao ministro Edson Fachin.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O advogado embasa seu pedido, entre outros pontos, no relatório do Ministério da Defesa, afirmando que o documento das Forças Armadas “não excluiu a possibilidade de fraude ou inconsistência nas urnas eletrônicas”.

No pedido o advogado também fez críticas à atuação do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, acusando-o de ter negado dados das urnas ao Ministério da Defesa.  

"Considerando a atuação do Min. Alexandre de Moraes frente à Presidência do TSE nestas eleições de 2022, negando dados e acessos das urnas, que ceifou o direito de fiscalizar do Ministério da Defesa, violando de maneira inderrogável o Código Eleitoral, temos por certo que passível de anulação as presentes eleições, por colocar em xeque a segurança nacional e todo ordenamento jurídico brasileiro", diz trecho do pedido.

“A negativa quando há indícios de anomalias nas urnas eletrônicas para vistoria das informações e elaboração de parecer técnico sobre os códigos-fonte, a fim única e exclusivamente de assegurar a lisura do processo eleitoral, nos parece, nos termos do Art. 237 do Código Eleitoral, abuso de autoridade do r. Min. Presidente do TSE”, diz outro trecho do documento. 

O advogado requereu, ainda, a suspensão do processo de transição de governo até que o TSE disponibilize ao Ministério da Defesa informações para “efetiva apuração de existência ou inexistência de fraude eleitoral”.

Por fim, pediu a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar suposto abuso de poder do presidente do TSE.

Comente esta notícia

VADÃO 12/11/2022

O choro é livre

positivo
0
negativo
0

jorge luiz Sganzerla 12/11/2022

É pelo meno entres covardes, porcos urubús abutres e híenas tem alguém esse e ALGUNS de MT com dignidade que se manifesta porque na maioria das partes do Brasil eles estão como Rátos do PT, esperando o dono da casa deitar para eles fazer a festa. Será que esses Senhores não sabem do futuro de seus filhos e netos??? https://www.youtube.com/watch?v=71tFv1pzgOE&ab_channel=SCCSBT

positivo
0
negativo
0

Fenix 12/11/2022

SÓ RISO DESSE ADVOGADO DE SORRISO. EM QUAL UNIVERSIDADE ELE FORMOU? OLHA BOLSONARISTA É COMPLICADO, SÓ VÊ COMUNISMO, DITADOR DA TOGA, ETC ETC. ESTÃO DENTRO DE UMA BOLHA ''MALIGNA' QUE NÃO SERÁ FACIL ALCANCAR LIBERTACÃO. MAS, VAMOS LÁ, O DOUTOR SÓ QUE ANULAR A ELEIÇAO PARA PRESIDENTE? HAJA VISTA QUE SE HOUVE FRAUDE NO PROCESSO ENTAO DEVE SER ANULADO O PLEITO QUE VAI DE DEPUTADO ESTADUAL A PRESIDENTE DA REPUBLICA. SENO DOUTOR REQUEREU A ANULACAO SO PRA PRESIDENTE, SINTO MUITO O INDEFERIMENTO É CERTO.

positivo
0
negativo
0

Mauro 12/11/2022

Para quem ele foi pedir para o canalha dos calhas ...quendo na verdade ele teria que já pedir era a prisão desses lárapios um por um

positivo
0
negativo
0

NESTOR MAYER 12/11/2022

choradeira de perdedores

positivo
0
negativo
0

5 comentários

1 de 1