facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 15 de Julho de 2024
15 de Julho de 2024

23 de Maio de 2024, 18h:16 - A | A

PAPO RETO / PRIMEIRA INSTÂNCIA

TJ autoriza concurso público para juiz

DO REPÓRTERMT



O pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) aprovou, por unanimidade, a abertura de concurso público para ingresso na carreira da magistratura do Estado de Mato Grosso, em sessão administrativa ocorrida na manhã desta quinta-feira (23).

A decisão foi tomada porque não há mais candidatos aprovados no último concurso e existem vagas de unidades judiciais na primeira instância judicial que precisam ser preenchidas.

Também foram levados em consideração os requisitos previstos na Resolução nº 2 de 9 de maio de 2024. São eles: existência de dotação orçamentária, existência de vagas e constituição da respectiva comissão de concurso, mediante resolução aprovada pelo Órgão Especial, composta por seis desembargadores, sendo três titulares e três suplentes, além de dois membros do Ministério Público Estadual (MPE) e dois indicados pela Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT).

Na mesma sessão ficou definido que os seis desembargadores que irão compor a comissão de concurso: Clarice Claudino da Silva (presidente da comissão), Marcos Machado e Rui Ramos Ribeiro como titulares e os desembargadores Vandymara Galvão Ramos Paiva Zanolo, Maria Erotides Kneip e Lídio Modesto da Silva Filho como suplentes.

A OAB-MT também já definiu seus representantes. São eles os advogados Stalyn Paniago e Giovane Santin. O MP deverá ser oficiado a fazer suas indicações, já que resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) assegura a participação de ao menos um membro do Ministério Público nos concursos públicos para ingresso na carreira da magistratura e de pelo menos um integrante da magistratura nos concursos públicos para ingresso na carreira do Ministério Público.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia