Cuiabá, 20 de Agosto de 2022
logo

22 de Dezembro de 2017, 14h:22 - A | A

PAPO RETO / NINHO TUCANO

PSDB rebate Taques e nega exigência de cargos no Governo

DA REDAÇÃO



Após a declaração do governador Pedro Taques (PSDB), que disse que não governa para o partido, ao se referir a desentendimentos com o ex-presidente regional, deputado Nilson Leitão, por cobrança de cargos no Executivo,

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) emitiu nota ressaltando que a sigla jamais fez qualquer exigência de ‘espaço’ a Taques.

“O Nilson Leitão tem uma posição e eu tenho outra no PSDB. Discutimos a condução do partido no Estado, mas não posso administrar Mato Grosso para o PSDB. Administro para os mato-grossenses”, disse o governador.

Confira a nota na íntegra:

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), em Mato Grosso esclarece que diferentemente do que afirmou o governador Pedro Taques em entrevista à imprensa nesta quinta-feira (21), a sigla jamais estabeleceu qualquer tipo de imposição ao governador visando garantir mais cargos na administração pública. Qualquer informação diferente disso não condiz com a verdade.

O PSDB-MT tem plena convicção do seu papel social que é de promover uma política integralista em prol do desenvolvimento. Vale destacar que qualquer diferença de opiniões que possa existir, como citado pelo governador, faz parte do direito adquirido da livre manifestação de ideias e também da capacidade de convivência social de seus entes, diversidade que prezamos e que acreditamos enriquecer nossa sigla.

Quanto ao mais, o PSDB-MT mantém o propósito de ser um partido livre de qualquer necessidade de apego a cargos, sendo oportuno destacar que essas e outras características motivaram o governador Pedro Taques se filiar ao mesmo, já como governador, em 2015.

Por fim, destacamos que os correligionários do PSDB que ocupam cargos de confiança no governo cumprem os critérios da eficiência e do interesse público, pautados pela competência e idoneidade, inclusive sendo indicações pessoais do próprio governador.

Paulo Borges Júnior

 

Presidente do PSDB-MT

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

>>> Receba notícias no Telegram e fique bem informado

Comente esta notícia

Davi 22/12/2017

O governador quer sair do partido, mas antes disso pretende destrui-lo de dentro pra fora. O PSDB precisa se antecipar a isso e definir na Convenção apoio ao Mauro Mendes ao governo, Nilson Leitão ao senado, junto com o Maggi. Jayme Campos pode sair de vice.

1 comentários

1 de 1