Cuiabá, 12 de Agosto de 2022
logo

19 de Dezembro de 2017, 07h:55 - A | A

OPINIÃO / WILSON SOARES FUAH

Os grandes comentaristas do futebol cuiabano

Esta crônica é uma homenagem



Lembranças dos Grandes comentaristas de futebol que destacaram na década de 60 e 70, época de ouro do Futebol de Mato Grosso, a radiofonia tinha uma grande  importância, pois não havia a imagem da televisão e as vozes dos comentaristas além desenhar figuras e quadros imaginários, soavam como uma explanação de um professor de Futebol, entre os que ficaram em nossas lembranças podemos citar os quatros que mais marcaram: 

Edipson Morbek -  era o mais clássico de todos e considerado o catedrático, ele via o jogo de uma maneira diferente, era como se a lógica dele pudesse orientar a visão comum dos simples torcedores, ele não era um analista das jogadas e repórter de cabine, mas em suas análises tinha o poder de previsões das possíveis substituições e mostrava com detalhes o que poderia acontecer  no final do jogo, deixou saudade e fez escola na radiofonia cuiabana. 

Roberto França -   gostava de tecer seus comentários mais voltado para os esquemas táticos, ele dizia assim: o Mixto entrou com o esquema 4-4-2 variando para 3-6-1, e logo que tomou o 1º gol passou a jogar no esquema tradicional 4-3-3.  Foi também grande treinador,  tendo trabalhado em quase todos os times de Cuiabá. Ele cativava também os torcedores com programas onde os torcedores davam o placar e ganhava prêmios. Foi um dos maiores comentarias,  fazia com que os torcedores ficassem a esperar o final do comentário nos intervalos  para saber qual a mexida poderia ser melhor para a sua agremiação e se o seu time poderia virar o jogo ou não, engrandecia as transmissões dos jogos. 

Antero Paes de Barros - era considerado a enciclopédia do futebol de Mato Grosso, era ao meu ver um comentarista que seguia a linha do comentarista Dalmo Pessoa, da Rádio Bandeirantes/SP. Ele também está no pedestal dos grandes comentaristas de Cuiabá, adotava um  linguajar muito intelectualizado. Certa vez, ouvindo seus comentários, onde ele analisava s jogador por jogador, e a certa altura, ele soltou esta pérola: “o jogador Panzariello, está com proeminência abdominal e excesso de adiposidade”, a tradução é nossa: o jogador estava barrigudo e gordo. Seus  comentários tinham uma profundidade que seguramente engrandeciam a radiofonia e o futebol mato-grossense. 

Professor Willian Gomes -  exaltando os fatos históricos do futebol de Mato Grosso, comentarista com humor contagiante, com as suas tiradas inteligentíssimas, coube a ele por muito tempo ainda segurar a bandeira das celebridades da radiofonia cuiabana, era um profissional da mais alta estirpe da radiofonia, mestre da faculdade e um grande professor de futebol, ele viveu todas as grande fase do futebol de Mato Grosso, ficará na saudade e admiração de todos que ouviam o rádio, ele tenha a Cara e a Voz de Cuiabá. 

Esta crônica é uma homenagem aos grandes cronistas esportivos, e ao citá-los estamos rendendo homenagens a todos que atuaram e atuam na radiofonia cuiabana indistintamente, todos contribuíram para a grandeza do futebol de Mato Grosso.     

Economista Wilson Carlos Fuá – É Especialista em Administração Financeira e Recursos Humanos.

 

Fale com o Autor:  wilsonfua@gmail.com

>>> Siga a gente no Twitter e fique bem informado

Comente esta notícia