Cuiabá, 02 de Fevereiro de 2023
logo

09 de Dezembro de 2014, 09h:00 - A | A

JUDICIÁRIO / AUDIÊNCIA MARCADA

Prieto será interrogado em processo sobre fraudes e desvios na Defensoria

Ele foi demitido em julho deste ano por, de acordo com a Defensoria, ter “conduta irregular com o cargo”.

ANA ADÉLIA JÁCOMO
DA REDAÇÃO



O ex-defensor público-geral André Luiz Pietro será interrogado em 19 deste mês, às 14h, em audiência de oitiva de testemunha. A intimação foi publicado no Diário Oficial do Estado.

Pietro responde acusações de suposta fraude em procedimento licitatório para aquisição de combustível à frota de veículos da Defensoria Pública e também o pagamento a maior de horas de voos não utilizadas pela instituição.

Ele foi demitido em julho deste ano por, de acordo com a Defensoria, ter “conduta irregular que o incompatibilizou para o exercício do cargo de defensor público do Estado de Mato Grosso”.

A conduta do defensor também comprometeu “o prestígio ou decoro da instituição”.

A denúncia afirma que ele vendeu um carro que pertencia a entidade sem a devida autorização da Assembleia Geral.

Além disso, o dinheiro não teria sido depositado na conta da associação.

Prieto ainda responde a outros procedimentos administrativos disciplinares na Corregedoria, todos referentes à administração dele como chefe da Defensoria. 

O “rombo” deixado pode ter chegado a ordem dos R$ 5 milhões.

Comente esta notícia