facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 22 de Julho de 2024
22 de Julho de 2024

06 de Novembro de 2017, 09h:08 - A | A

GERAL / VEJA VÍDEO

Voo da Azul atrasa e cuiabanos são 'esquecidos' pela companhia

Além do avião ter atrasado cerca de 1h para decolar de Cuiabá, o voo AD 2786, também da Azul, com saída de Campinas rumo a Florianópolis, decolou com 15 minutos de antecedência.

CAMILA PAULINO
DA REDAÇÃO



O voo da companhia aérea Azul, número AD 4292, que saiu de Cuiabá com destino a Campinas (SP) atrasou quase 1 hora na noite deste domingo (5) e os passageiros que precisavam embarcar para outros lugares, perderam a viagem.

A esteticista Lurdinei de Oliveira Moraes falou ao que seu destino era Florianópolis (SC) com conexão em Campinas. Além do avião ter atrasado cerca de 1h para decolar de Cuiabá, o voo AD 2786, também da Azul, com saída de Campinas rumo a Florianópolis, decolou com 15 minutos de antecedência. Assim, todos os passageiros que saíram da Capital mato-grossense perderam a conexão. 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

“Nós já estávamos no aeroporto desembarcando, mas a companhia não nos esperou. Cerca de 30 pessoas ficaram para trás e não conseguiram embarcar para Florianópolis”, disse a esteticista.

Ela conta que a Azul não falou qual foi o motivo do atraso do voo de Cuiabá e também não esclareceu o por quê antecipou a saída do voo número AD 2786 - de Campinas a Florianópolis - deixando para trás dezenas de pessoas.

“Eu estava indo para o velório do meu neto e devido a este atraso todo, nem sei se vou chegar em tempo. Outros passageiros tinham compromisso logo cedo e alguns tinham ainda outros destinos e ficamos todos sem respostas”, disse a passageira.

Devido a esta situação, todos os passageiros foram hospedados em um hotel e na manhã desta segunda-feira (6) uma van buscou e levou as pessoas para o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, para embarcarem em outro voo.

“A forma que a Azul resolveu a situação, foi nos direcionando para outro voo com saída de São Paulo hoje pela manhã. A empresa custeou nossa hospedagem e traslado, mas os transtornos causados ninguém pode nos pagar. Eu perdi o velório do meu neto”, lamentou a esteticista.

 

Veja o vídeo

 

Comente esta notícia