facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 24 de Junho de 2024
24 de Junho de 2024

27 de Dezembro de 2022, 15h:55 - A | A

GERAL / QUEBRA-QUEBRA E BOMBA

Procurado pela polícia, mato-grossense já era alvo de investigação do STF

STF apura se a empresa de Alan Diego dos Santos Rodrigues é procurado por terrorismo. Ele também teve caminhões envolvidos nos protestos que ocorrem desde o fim das eleições e teria participado de quebra-quebra em Brasília e

JOÃO AGUIAR
DO REPÓRTERMT



O mato-grossense Alan Diego dos Santos Rodrigues, de 32 anos, suspeito de colaborar com George Washington de Oliveira Souza, acusado de terrorismo, por colocar um artefato explosivo em um caminhão próximo ao aeroporto de Brasília, já era alvo de investigação no Supremo Tribunal Federal (STF). Ele é procurado pela polícia do Distrito Federal.

Conforme apurado pelo Repórter MT, Alan é dono de uma transportadora, aberta em maio deste ano, localizada em Comodoro (644 km de Cuiabá). O STF apura se a empresa teve caminhões envolvidos nos protestos que ocorrem desde o fim das eleições.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Alan viajou a Brasília para participar da manifestação instalada na frente do Quartel General do Exército. No dia 23 de dezembro ele teria recebido de Washington um artefato explosivo pronto para detonação, conforme delatou o preso, acusado de terrorismo.

Leia mais sobre o caso

Mato-grossense é apontado como colaborador de homem preso por terrorismo em Brasília

Fávaro expulsa filiado do PSD por ligação com preso por terrorismo

Em depoimento à Polícia Civil do Distrito Federal, George Washington citou o nome de Alan como um dos responsáveis por planejar o atentado, que tinha como alvo o sistema elétrico da Capital Federal.

Após a prisão de George, a informação divulgada pelo governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), é de que a polícia acredita que Alan fugiu de Brasília.

"A polícia já identificou essa pessoa, está fazendo as buscas. Pelo que tenho alcançado aqui pela polícia, ele já se evadiu do DF, mas eles estão atrás, e a gente deve ter notícia nas próximas horas", disse o governador ao G1DF.

Alan também foi acusado por George Washington de ter participado do quebra-quebra que ocorreu no Centro de Brasília, no último dia 12. Imagens mostram o empresário com diversos manifestantes no local. Veja no final da matéria.

Filiação política

Alan Diego dos Santos Rodrigues era filiado ao Partido Social Democrático (PSD) em Mato Grosso e chegou a ser candidato a vereador, pela sigla em 2016, mas foi derrotado.

Após as notícias de possível envolvimento no atentado, o Diretório do partido no Estado decidiu pela sua expulsão. A decisão foi anunciada pelo senador Carlos Fávaro, que é presidente regional do partido.

Em nota encaminha à imprensa, Fávaro destaca que "Os fatos imputados a ele, conforme veiculado pela imprensa, são graves e inaceitáveis, se constituem crimes e precisam ser punidos com o rigor da lei".

O senador, que deve ser anunciado como ministro da Agricultura, do governo Lula, ainda ressalta que "manifestações antidemocráticas precisam ser rechaçadas e quem as pratica comete crimes tipificados na legislação".

Fávaro conclui dizendo que o PSD jamais aceitará "manifestações que atentem contra o Estado Democrático de Direito".

Álbum de fotos

Matheus Veloso

Matheus Veloso

Matheus Veloso

Comente esta notícia