facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 21 de Junho de 2024
21 de Junho de 2024

01 de Janeiro de 2023, 08h:45 - A | A

GERAL / INVESTIMENTO DE R$ 33 MILHÕES

Governo já executou 20% das obras da rede de distribuição de gás natural

Com 28 quilômetros de extensão, as obras foram iniciadas em novembro deste ano, com previsão de serem concluídas em julho de 2023

DO REPÓRTER MT



Iniciada em novembro deste ano, com previsão de entrega em julho de 2023, mais de 20% (seis quilômetros) das obras da rede de distribuição de gás natural, que irá abastecer as empresas do Distrito Industrial de Cuiabá e seu entorno, já foram feitas. O investimento do Governo de Mato Grosso, no valor de R$ 33,2 milhões, beneficiará cerca de 260 empresas.

Na construção, estão sendo adotadas tecnologias que minimizam os impactos ambientais, por meio de perfuração direcionada, que reduz a abertura do asfalto em 95%, evitando sua danificação e obstrução de ruas e avenidas, transtornos à população e gerando economia aos cofres públicos.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Segundo o presidente da MT Gás, Rafael Reis, a rede, cujo trajeto começa nas proximidades do Atacadão do Tijucal com destino ao Distrito Industrial, abastecerá as industrias a serem beneficiadas com o volume estimado em 4,8 milhões de metros cúbicos por mês.  

“Esta nova matriz energética, além de limpa e econômica, reduz impactos logísticos e a emissão de poluentes, ao substituir combustíveis como lenha/cavaco por gás natural. “Outro benefício do gás natural é por ter custo inferior em relação ao GLP (gás liquefeito de petróleo), gerando uma economia de cerca de 50%”, ressalta.

Ele acrescenta que o Governo do Estado, por meio da MT Participações e Projetos S.A(MT-PAR) e a Companhia Mato-Grossense de Gás (MT- Gás), vem investindo na implementação do gás natural vindo da Bolívia nas indústrias, com o objetivo de reduzir os impactos sociais e ambientais.

A rede de distribuição é esperada há décadas na região e trabalhamos muito para que esse sonho saísse do papel. É um projeto que vai baratear os custos das empresas, atrair novos investimentos e, o mais importante, gerar novos empregos. Vai tornar a baixada cuiabana mais competitiva, principalmente para as indústrias”, afirmou o governador Mauro Mendes, durante o lançamento do edital para a sua construção, em junho deste ano.  

Comente esta notícia