facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 19 de Julho de 2024
19 de Julho de 2024

10 de Outubro de 2017, 14h:50 - A | A

GERAL / APAGÃO CUIABANO

Cerca de 700 casas continuam sem energia quase 24h após tempestade

A Energisa explicou que o fornecimento de energia às unidades foi impedido devido ao rompimento de cabos e danos à rede elétrica.

CAMILA PAULINO
DA REDAÇÃO



Quase 24 horas depois do temporal que atingiu a região metropolitana de Cuiabá, cerca de 700 unidades continuam sem energia elétrica, conforme afirmou ao , na tarde desta terça-feira (10) a concessionária Energisa, responsável pelo fornecimento em Mato Grosso.

A Energisa explicou que o fornecimento de energia às unidades foi impedido devido ao rompimento de cabos e danos à rede elétrica. A concessionária garante que até o final desta desta terça-feira o problema deve ser sanado.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

A forte chuva acompanhada de ventos de quase 80 km por hora, que atingiu a Baixada Cuiabana, na tarde de segunda-feira (9), deixou cerca de 28 mil usuários sem energia.

O temporal também derrubou árvores, postes, arrastou placas, toldos e arremessou painéis.

O gerente de Operações da Energisa, Sidnei Tavares, disse ao que a empresa ampliou o número de contingente e reforçou a equipe de atendimento no Centro de Operações e na Central de Atendimentos, para tentar resolver o problema com mais agilidade possível.

“Em seis horas, foi reestabelecido o fornecimento de cerca de 25 mil unidades e na madrugada ainda haviam três mil unidades sem energia. As equipes continuaram trabalhando durante a madrugada e até o momento ainda há 702 unidades sem energia. Houve troca de equipes pela manhã e até o final desta tarde estes problemas devem ser solucionados”, disse o gerente da Energisa.

Ele explica que não há problemas nas instalações elétricas da Capital, mas sim uma força maior do que a de costume, que ocasionou o problema.

“O temporal foi de ventos de aproximadamente 80 km por hora, ou seja, três vezes maior que o de costume na Baixada Cuiabana, com isso os estragos causados pelo vendaval, trouxeram impactos para o sistema elétrico, que estamos trabalhando para resolver”, concluiu Sidnei.

Em decorrência dos estragos causados pelas chuvas, cerca de 118 chamadas foram atendidas pelo no Centro Integrado de Segurança Pública (Ciosp), que distribuiu as ocorrências à Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e também ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que por algumas horas ficou com problemas no sistema de telefonia e as ligações foram direcionadas para o Ciosp. O sistema do Samu voltou operar normalmente ainda na noite de segunda-feira (9).

Para registrar algum tipo de problema na rede elétrica o usuário pode entrar em contato com a Energisa através do número 0800 64 64 196.

 

Leia mais

Com chuva forte, bairros ficam sem energia e semáforos são desligados

Queda de energia deixa telefone do Samu 'mudo'

Tempestade destrói loja do Subway no Centro de Cuiabá

Tempestade de granizo atinge Cuiabá na tarde desta segunda e causa estragos

Chuva deixa 28 mil casas no escuro em Cuiabá nesta noite de segunda-feira

Casa desaba e uma pessoa morre em Cuiabá; seis ficam feridos

Comente esta notícia