Cuiabá, 16 de Agosto de 2022
logo

01 de Agosto de 2022, 18h:40 - A | A

ENTREVISTA / SAÚDE PÚBLICA

Ex-secretário: Salário inicial em Cuiabá é muito baixo, por isso faltam médicos no SUS

Além de salários, o médico oncologista Aray Fonseca cita quadros de "frustração e depressão" nos profissionais por conta da falta de estrutura

LEANDRO MAIA
DO REPÓRTER MT



O oncologista Aray Fonseca, ex-secretário de Saúde de MT, em entrevista ao Estúdio Repórter MT, afirmou que a falta de médico, um dos principais problemas do Sistema Público de Saúde, é consequência de uma remuneração nada atrativa para a categoria. Na opinião do médico, que deixou a atuação na área de oncologia para se dedicar a pecuária e à política, a categoria não é tão valorizada como deveria ser. 

Segundo Aray, a remuneração está muito abaixo do investimento familiar na formação de um médico. Uma faculdade particular de medicina custa em média R$ 12 mil por mês.

“Porque a remuneração não está atrativa.. O salário em Cuiabá para um médico, 20 horas semanais, é R$ 3.183,00. É muito pouco. Aray é pré-candidato a deputado federal. 

Assista a entrevista na integra:


 



>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia