Cuiabá, 12 de Agosto de 2022
logo

29 de Dezembro de 2017, 08h:45 - A | A

CONEXÃO PODER / VEJA O VÍDEO

‘VLT é custo afundado; não pode ficar apegado ao investimento feito’, diz Garcia

O deputado federal Fabio Garcia cogita que o custo benefício da construção pode não ser positivo para a sociedade e compara a medida a investimentos em uma casa mal estruturada.

DA REDAÇÃO



Em entrevista ao programa Conexão Poder, o deputado federal Fábio Garcia comentou que o Governo do Estado precisa apresentar o custo previsto para continuidade da obra do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), sob nova licitação.

Garcia cogita que o custo benefício da construção pode não ser positivo para a sociedade e compara a medida a investimentos em uma casa mal estruturada.

“A gente não pode ficar apegado simplesmente ao investimento que foi feto lá atrás. As finanças chamam isso de custo afundado. É como você comprar uma casa e essa casa começar a ter um monte de problemas, se não tiver uma reforma grande, e você fala: mas investi tanto nessa casa e fazer a reforma vai custar duas vezes mais. Não tem lógica. Então vamos fazer outra casa porque sai mais barato”, argumentou.

Segundo Garcia, a sociedade e os parlamentares precisam saber quais as alternativas a que o VLT pode ser destinado, além da continuidade da obra por modelo RDC, e quanto cada opção custaria ao bolso dos contribuintes, que a partir de então teriam o direito de decisão consciente sobre o destino do modal.

Assista a entrevista completa aqui.

 

Comente esta notícia

Joseph K. 29/12/2017

Corretíssima avaliação! Mas, por capricho, continuam querendo dar continuidade na obra, - lógico que sem nova licitação - porém, gente má diz que não é por capricho, senão por conta dede comissão para gestor e procurador que dispensar (lógico tudo legal) licitação; - eu não acredito nisso que diz o povo mau!

1 comentários

1 de 1