Cuiabá, 30 de Junho de 2022
logo

Terça-feira, 08 de Novembro de 2011, 08h:44 - A | A

MARIA DA PENHA

Funcionário público que matou namorada responde em liberdade

A vítima foi encontrada ensanguentada no quintal da residência do namorado no bairro Santa Amália

MAYARA MICHELS

Compareceu à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), junto com seu advogado, o funcionário público João Batista de Andrade, lotado na Secretaria Municipal de Transportes (SMTU) de Cuiabá, na tarde desta segunda-feira (7). João é acusado de espancar e matar sua namorada, Silvânia Valente, 37 anos, na madrugada do último dia 3, no bairro Santa Amália, em Cuiabá. A vítima era funcionária do Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso (CRM/MT) e mãe de três crianças.

O delegado Antônio Garcia que investiga o caso, contou que em depoimento, João disse não se lembrar do que ocorreu, pois nesta madrugada havia ingerido bebida alcoólica. Ele é quem teria ligado ao Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc), onde acionou o socorro para a namorada violentamente agredida. Depois fugiu em seu veículo e só foi visto na tarde de segunda, quando se apresentou à polícia.

O funcionário público foi indiciado por homicídio, mas irá responder em liberdade, já que não foi decretada nenhuma prisão contra João. O delegado ainda não sabe se vai pedir a prisão, disse que ainda falta ouvir familiares e vizinhos para concluir as investigações.

O CRIME

Silvânia foi encontrada no quintal da casa do namorado. A polícia foi acionada e ao chegar ao local, a vítima estava toda ensanguentada, com pedaços de dentes espalhados e desacordada. Segundo vizinhos, os dois namoravam há três anos e brigavam muito pelo fato do rapaz beber com frequência.

A vítima foi levada para o Pronto Socorro de Cuiabá e depois transferida para o Hospital Jardim Cuiabá. Ela não resistiu ao traumatismo craniano provocado pelas pauladas.

Comente esta notícia