Cuiabá, 31 de Janeiro de 2023
logo

23 de Novembro de 2014, 08h:10 - A | A

VARIEDADES / ANGEL K

Dentista abandona carreira para virar funkeira e se espelha em Beyoncé

O clipe de estreia da paulistana Angel K, 'Vem meu Sheik', tem mais de 1,6 milhão de visualizações no Youtube

EGO



O sonho da fama e de viver da música bateu na porta da paulistana Karla Angélica, de 35 anos, que casada, mãe de três filhos e formada há dez anos em odontologia, mudou de nome e virou Angel K, uma funkeira que se inspira nas divas americanas, Jennifer Lopez e Beyoncé para alcancar o sucesso internacional. Sua música de trabalho, "Vem meu Sheik", tem mais de 1,6 millhão de visualizações no Youtube e, segundo ela, esse é só o começo.

Em conversa com o EGO, Angel contou que resolveu seguir seu coração e, depois de realizada profissionalmente e com a família formada, chegou a hora de cuidar do seu sonho. "Meus pais me cobravam uma profissão. Para eles ser cantora é diversão e não trabalho, não era bem visto. Hoje, construí uma estabilidade e vou ser feliz. Abandonei de vez o consultório", disse. Ela acredita que, com a troca de profissão, dá para ganhar mais dinheiro. "Com certeza vou ganhar mais. Na música as possibilidades são bem maiores!".

>> Clique aqui e participe do grupo de WhatsApp 

A paixão pela vida artística acompanha Angel K desde os tempos de colégio e a profissionalização veio com a ajuda de quem realmente entende do assunto: "Eu sempre fui envolvida com as artes. Na escola, eu tinha aula de piano, teatro, dança e participava do coral. Fiz balé por 12 anos. Hoje, estou seguindo a música de verdade. Para isso fui para Los Angeles, fiquei lá três meses e fui aceita por coreógrafos de Madonna, JLo e Beyoncé. Eles me deram aulas e alguns deles vieram comigo para o Brasil para que eu gravasse meu novo clipe", contou. No Brasil, Ivete Sangalo, Claudia Leitte e Anitta são suas inspirações. "Elas sabem o verdadeiro sacrifício de viver de música, né?", disse Angel.

O clipe "Vem meu Sheik",  (Assista Aqui) que segundo Angel K, que é casada há 11 anos com o empresário artístico Paulo Korek, não tem nada a ver com o jogador Sheik, foi gravado em Ilha Bela, litoral de São Paulo, e traz a cantora bastante sensual. "Sensualidade sem vulgaridade. Eu sou casada, mãe, e não fica bem algo vulgar né? Sem querer criticar nenhuma cantora, mas eu acho que é preciso trabalhar a sensualidade da mulher sem atingir o ponto da vulgaridade. E eu sei fazer isso", disse. O clipe tem cara de superprodução, mas apesar das especulações, Angel K não revela quanto foi gasto. "Estão falando vários valores por aí, mas eu não quero falar sobre isso. Vão dizer que eu gastei muito e nem fiquei famosa. Mas calma né? É só o primeiro trabalho", diz confiante.

A nova musa do funk já realizou alguns pocket-shows, um inclusive para 100 mil pessoas em Diadema, grande São Paulo, mas está em fase de finalização de show para turnê. "Estou recebendo muitos convites para shows, mas preciso ainda terminar o repertório e coreografias, por enquanto só shows de 20 a 30 minutos para esquentar. Quero antes ter uma música famosa nas rádios", disse ela, que está também focada no Carnaval. "Recebi proposta para desfilar em algumas escolas de São Paulo e Rio de Janeiro, mas tudo depende da agenda de shows. Agora que as coisas estão surgindo. Temos que analisar tudo antes", revela. 


 

 

 

Angel K (Foto: Divulgação)Angel K (Foto: Divulgação)
Angel K (Foto: Divulgação)Angel K (Foto: Divulgação)
Angel K (Foto: Divulgação)Angel K (Foto: Divulgação)

Comente esta notícia