Cuiabá, 03 de Fevereiro de 2023
logo

24 de Dezembro de 2014, 18h:00 - A | A

POLÍTICA / APROVADO NA ASSEMBLEIA

Taques terá salário de R$ 20 mil e secretários de estado de R$ 18 mil

O salário de Silval Barbosa (PMDB), atual governador do estado até 31 de dezembro de 2014, é de R$ 17 mil. Após aprovação do salário do executivo, os deputados estaduais aproveitaram e aprovaram o próprio salário.

DA REDAÇÃO



A Assembleia Legislativa de Mato Grosso aprovou nesta terça-feira (23) aumento de salário para governador e secretários de estado.

O aumento começa a vigorar em 2015 e Pedro Taques (PDT) passará a receber pouco mais de R$ 20 mil e os secretários do seu staff, R$ 18 mil.

O salário de Silval Barbosa (PMDB), atual governador do estado até 31 de dezembro de 2014, é de R$ 17 mil e de um secretário de estado é de R$ 16,9 mil, com 24 secretarias.

Só que com a reforma administrativa, o staff de Taques terá 16 secretarias, reduzindo o impacto na folha de pagamento.

Após aprovação do salário do executivo, os deputados estaduais aproveitaram e aprovaram os próprios salários.

Eles devem ganhar em torno de R$ 25 mil a partir da próxima legislatura.  Além do subsídio, eles têm direito a reembolso de R$ 15 mil de verba indenizatória e controlam R$ 30 mil das despesas de gabinete. A Assembleia, que recebe em torno R$ 20 milhões de duodécimo mensalmente, disponibiliza um veículo para cada parlamentar. 

Os deputados também aprovaram a Lei Orçamentária Anual (LOA) no valor de R$ 13,6 bilhões para 2015. Os deputados apresentaram 55 emendas parlamentares ao projeto encaminhado pelo governo do estado.

Os parlamentares, durante a sessão, também aprovaram o fundo previdenciário que deve regular as aposentadorias dos funcionários públicos estaduais.

O MT Prev será composto por três fundos: imobiliário, de cessão de bens e da dívida pública.

A criação do MT Prev é uma exigência da Constituição Federal,  que exige um sistema único de previdência nos Estados, Municípios e União.

Mesmo correndo contra o tempo para aprovar as mensagems e projetos de lei, os deputados voltam a ter sessão no próximo dia 30, terça-feira, a partir das 17h.

 

Comente esta notícia