Cuiabá, 03 de Fevereiro de 2023
logo

04 de Dezembro de 2014, 07h:42 - A | A

POLÍTICA / DEMISSÃO EM MASSA

De uma vez só, Silval manda embora todos os secretários do seu governo

O ato de demissão é apenas uma formalização, já que, de acordo com Lemos, os secretários só devem deixar as pastas no dia 31 de dezembro, último dia da atual gestão.

MARCIA MATOS
DA REDAÇÃO



Faltando quase um mês para entregar o governo,  Silval Barbosa (PMDB) exonerou todos os 19 secretários de Estado, presidentes das quatro autarquias e o procurador geral do Estado, Jenz Prochnow Júnior. 

A ação que está oficializada no Diário Oficial do dia 03 de dezembro, que circula nesta quinta-feira (04), é válida a partir do dia 31 de dezembro, que é o último dia do mandato de Silval Barbosa.

No Diário Oficial, que circulou nesta quarta-feira (03), o governador também oficializou a exoneração antecipada de quatro secretários-adjuntos da Casa Civil, um da Secretaria de Cultura e um da Secretaria de Transporte e Pavimentação Urbana (Setpu).

Apesar da media parecer precoce, já que as exonerações do staff de governo costumam ocorrer na véspera da posse da próxima gestão, o secretário de Comunicação, Marcos Lemos informou ao RepórterMT que todos continuam trabalhando normalmente até o fim do mandato.

A medida segundo Lemos, teria sido tomada pelo governador Silval Barbosa para antecipar a ação já acordada, deixando o governador eleito Pedro Taques mais a vontade para nomear seus escolhidos.

Já os secretários-adjuntos, devem continuar em seus cargos para dar continuidade aos trabalhos das Secretarias, até que a próxima gestão decida substituí-los.

 

 

 

Comente esta notícia

victor vinicius 04/12/2014

INCLUSIVE ELE JÁ VAI TARDE!!! BASTA OLHAR O HORROR QUE ESSAS OBRAS DA COPA.

João do Ó 04/12/2014

Já vão tarde.

2 comentários

1 de 1