Cuiabá, 26 de Setembro de 2022
logo

05 de Setembro de 2022, 17h:50 - A | A

POLÍCIA / MORTE NA BEIRA RIO

Vigilante que atropelou e matou estudante em Cuiabá diz que "amiga" estava dirigindo o carro dele

D. P se apresentou na tarde desta segunda à Polícia. Ele é servidor da prefeitura de Cuiabá e deveria estar trabalhando no momento da tragédia; ele disse que não voltou por medo de ser linchado

DO REPÓRTER MT



D.P., condutor do veículo Honda Civic que se envolveu no acidente registrado na madrugada de sexta-feira (02), na Avenida Beira Rio, em Cuiabá, se apresentou na tarde desta segunda-feira (05) à Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), para prestar depoimento sobre o ocorrido. A batida vitimou o estudante Frederico Albuquerque Siqueira Correa da Costa, 21 anos. À polícia, D.P. alegou estar no banco do carona no momento e não ter visto o acidente. Segundo ele, uma amiga dirigia. O nome não foi revelado. Ele disse ainda que não retornou por medo de ser linchado. 

Segundo informações, o motorista é servidor público da Prefeitura de Cuiabá e deveria estar trabalhando no momento do ocorrido. Ele atua como vigilante, das 18h às 6h da manhã, mas deixou o posto de trabalho às 19h30 e só retornou às 4h30 do dia seguinte.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Em depoimento à polícia, o homem manteve a versão de que uma ‘amiga’ estaria conduzindo o veículo e ele estava junto, como passageiro. Segundo ele, o casal havia passado em uma lanchonete e seguia para outro local. Ele disse que comia um lanche no banco do carona, quando sentiu um impacto, mas não conseguiu ver o que havia acontecido. Quando questionou a acompanhante, ela alegou ter batido em outro veículo.

Ainda de acordo com ele, a mulher havia insistido para dirigir e o fez, mesmo "sem sua autorização". Todavia, há informações de que, após o acidente, o homem e a acompanhante trocaram de posição.

Segundo informações, D.P. ainda teria feito contato com a polícia via 190, para relatar que estava trabalhando e que havia emprestado o veículo a uma mulher e que o recebeu com sinais de atropelamento. Disse que tentou saber se havia algum acidente com morte ocorrido na capital naquela noite, pois a mulher não havia conseguido explicar o que havia acontecido. E, como não obteve informações, teria voltado até o local do acidente.

Leia também: Motorista que atropelou e matou estudante em Cuiabá tentou se livrar da placa de Honda City

O casal deve responder por homicídio culposo, omissão de socorro e por fugir do local. Entretanto, ambos seguem em liberdade. A mulher apontada como condutora do veículo e possível responsável pelo atropelamento de Frederico deve ser ouvida nessa terça-feira (06).

O caso

Frederico Albuquerque Siqueira Correa da Costa, 21 anos, morreu na madrugada de sexta-feira (02), após ser atropelado, próximo à Universidade de Cuiabá (Unic), na Avenida Beira Rio, na Capital. O dono do veículo que atingiu a vítima fugiu sem prestar socorro.

Após o ocorrido, o condutor tentou se livrar da placa do veículo.

Ainda não há informações se o condutor do veículo estava alcoolizado no momento do acidente.

Comente esta notícia