Cuiabá, 06 de Outubro de 2022
logo

30 de Novembro de 2013, 10h:36 - A | A

POLÍCIA / COMBATE AO TRÁFICO

Polícia queima 870 quilos de drogas; entorpecentes foram apreendidos no 2º semestre

O trabalho de incineração de drogas integra o planejamento estratégico da Diretoria de Interior, estabelecido para ser realizado no final de cada semestre, conforme as autorizações da Justiça.

DA REDAÇÃO



A Polícia Civil incinerou mais de 870 quilos de drogas entre os dias 25 e 29 de novembro. Foram queimados aproximadamente 729 quilos de cocaína, 125 quilos de maconha. Além de 16 quilos de pasta-base. Os entorpecentes são resultados de apreensões da Polícia Civil, Militar e Rodoviária Federal.

Toda a droga queimada foi apreendida no segundo semestre deste ano. O mutirão foi realizado nas 13 delegacias Regionais; Água Boa, Alta Floresta, Alto Araguaia, Barra do Garças, Cáceres, Diamantino, Juína, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Rondonópolis, Sinop e Tangara da Serra.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

As delegacias com maior quantidade de drogas incineradas foram Primavera do Leste, com aproximadamente 368 quilos, Pontes e Lacerda, 347 quilos, e Rondonópolis com 101 quilos de entorpecentes destruídos.

O trabalho de incineração de drogas integra o planejamento estratégico da Diretoria de Interior, estabelecido para ser realizado no final de cada semestre, conforme as autorizações da Justiça.

APREENSÕES

A PM aprendeu mais de uma tonelada de maconha somente em duas apreensões. No último dia 20, os PMs apreenderam 460 quilos da droga escondidos em um Citronën C4 Pallas. O veículo foi abandonado por Diego de Freitas da Cruz, de 31 anos, em um terreno baldio, na região do Pedra 90, em Cuiabá.

Diego foi abordado no posto da PRF, na saída de Cuiabá para Rondonópolis. Quando o agente federal foi checar os documentos do suspeito, ele acelerou o carro e fugiu em alta velocidade. Uma guarnição da PM iniciou a perseguição contra o bandido, porém ele conseguiu despistar os policiais.

O carro foi encontrado horas mais tarde um dos vidros quebrado, em um terreno baldio, na Avenida Logradouro A, do bairro Nova Esperança. Durante a revista no carro, os policiais encontraram 306 tabletes de maconha, totalizando 460 quilos. O entorpecente estava camuflado em um compartimento secreto do veículo.

Já em outubro, após uma denúncia anônima, os PMs conseguiram fechar uma boca de fumo, que funcionava em uma chácara na Passagem da Conceição, em Várzea Grande. A polícia apreendeu 550 quilos de maconha. A droga estava enterrada. Eloy Pereira da Cruz Neto, de 28 anos,Sidney Vilalva da Mata, 25 anos e Luiz Assunção da Cruz, de 20 anos foram presos e autuados por tráfico internacional de droga.

Comente esta notícia