Cuiabá, 02 de Dezembro de 2022
logo

25 de Novembro de 2022, 10h:42 - A | A

POLÍCIA / CONDENADO A 30 ANOS

Namorado mata professora com mais de 25 facadas e posta nas redes sociais: "matei durante discussão"

Crime aconteceu em 2019, quando Rafael da Silva Andrade queria impedir que Aila Pinto Cardoso fosse embora e executou o crime no momento em que a vítima saía do banho nua

ANDREINA GONÇALVES
G5 NEWS



O cozinheiro Rafael da Silva Andrade foi condenado na quarta-feira (23) pelo homicídio qualificado da professora Aila Pinto Cardoso, de 34 anos. O crime aconteceu em Anápolis (55 km da Capital), onde o homem esfaqueou a professora por mais de 20 vezes. A decisão, assinada pelo juiz Fernando Augusto Chacha de Rezende, condenou o acusado a 30 anos de prisão e multa de indenização de 250 mil reais à família da vítima.

O documento traz as qualificadoras do crime e entre elas estão presentes o feminicídio, homicídio cruel e homicídio mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima. O juiz da sentença afirma que o condenado "ultrapassou circunstâncias tidas como ordinárias" quando aproveitou que a vítima estava saindo do banho, nua, e a matou brutalmente.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O juiz ainda relembra o fato que no dia do crime, Rafael, publicou em rede social, o questionamento sobre quem teria matado a professora. Horas depois, o próprio homem chegou a comentar a publicação com “eu mesmo numa discussão”. Esse feito só demonstra a frieza que o cozinheiro teve diante do crime. Leia mais em G5NEWS

Comente esta notícia