Cuiabá, 05 de Dezembro de 2022
logo

09 de Novembro de 2016, 14h:00 - A | A

POLÍCIA / AÇÃO E REAÇÃO

Jovem confessa que matou e enterrou padrasto porque não aguentava ver a mãe apanhar

Willian Gomes Fontana, 22, procurou uma base da Polícia Militar, onde confessou o crime, que segundo ele, cometeu para defender a mãe das constantes agressões sofridas.

LUIS VINICIUS
DA REDAÇÃO



Willian Gomes Fontana, 22, se entregou à Polícia Militar na noite desta terça-feira (08), e confessou ter assassinado a pauladas, o padrasto, identificado apenas como Kleber. O crime ocorreu no último domingo (06), no bairro Jardim Vitória, em Cuiabá. Aos policiais, o assassino argumentou que não aguentava mais ver a sua mãe apanhar do padrasto, e por isso, o assassinou e enterrou o corpo.

De acordo com informações da Polícia Militar, Willian procurou a base policial e relatou aos militares que por diversas vezes pediu ao padrasto, que parasse de bater em sua mãe. Willian teria avisado o padrastro que se as agressões continuassem ele poderia reagir para defendê-la.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Mesmo após o aleta, segundo ele, o padrasto teria continuado as agressões. Diante disso, Willian o assassinou usando um pedaço de madeira. Em seguida, ele enterrou o corpo em uma cova rasa, a qual não soube explicar o local exato aos policiais. Arrependido, ele procurou a Polícia e se entregou.

“Quando chegou até a Base da Polícia, ele estava muito nervoso e com muito medo. Ele contou que estava cansado de ver a sua mãe sendo agredida e por isso matou o padrasto. Ele não soube nos explicar onde teria escondido o corpo e estava com medo de voltar ao local. Ele vai ser encaminhado à Polícia Civil e nesta quarta-feira deve mostrar aos policiais onde enterrou o corpo”, disse um policial à reportagem. 

Após a confissão, Willian foi levado para a Central de Flagrantes, onde prestou depoimento ao delegado de plantão.

O acusado vai responder pelo crime de homicídio qualificado. 

LAÇOS DE FAMÍLIA

No fim do mês passado, Vandeilson Aparecido da Costa, 40, morreu após ser baleado em uma casa no bairro Nova Era, no município de Rondonópolis (210 km de Cuiabá).

De acordo com informações da Polícia Militar, o acusado de praticar o crime é o ex-enteado da vítima identificado como Jhones Rogério Souza Cunha, 31, que estava defendendo sua mãe que estava sendo agredida por Vandeilson.

Leia mais

Homem agride mãe na frente do filho e é assassinado em MT

 

Comente esta notícia