Cuiabá, 31 de Janeiro de 2023
logo

03 de Novembro de 2014, 21h:56 - A | A

POLÍCIA / QUENTINHAS DO CRIME

Funcionário de empresa que serve cadeias colocava celulares dentro das marmitas para presos

DA REDAÇÃO



A Polícia prendeu em flagrante um homem que estaria negociando com um preso a entrada de aparelhos celulares em unidades prisionais de Cuiabá e Várzea Grande, dentro de marmitas.  

O suspeito Eugenio Alves de Campos Junior, 25 anos, é funcionário de uma empresa, com sede no bairro Jardim Glória, que fornece refeições aos presídios das duas cidades e negociava com preso do Centro de Ressocialização de Cuiabá (antigo Carumbé), a entrada dos aparelhos. Segundo a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Várzea Grande, Eugenio recebeu aproximadamente R$  3 mil, para entregar os celulares junto com as refeições. 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O delegado Rodrigo Azem Buchdid informou que, durante a investigação, o funcionário foi monitorado e acabou preso em flagrante na posse de 10 celulares, carregadores e parte do dinheiro que recebeu para o serviço. Ele vai responder por crime de ingressar em estabelecimento prisional com aparelho celular sem autorização.  

"A importância da apreensão desses aparelhos celulares se dá pelo fato de combater a criminalidade que ocorre de dentro do presídio, onde muitos presos continuam comandando boa parte da criminalidade do lado de fora", disse o delegado. O dono da empresa de marmitas ainda não se manifestou. 

Comente esta notícia