Cuiabá, 01 de Dezembro de 2022
logo

17 de Novembro de 2016, 14h:40 - A | A

POLÍCIA / FALSA DENTISTA

Ex-estudante de odontologia é presa por realizar cirurgias em VG

A prisão da ex-universitária foi realizada na tarde de quarta-feira (16). No local a Polícia encontrou diversos indícios de que ela atuava irregularmente. Além disso, encontraram remédios vencidos.

LUIS VINICIUS
DA REDAÇÃO



A ex-estudante de Odontologia, D.M., foi presa por exercer ilegalmente a profissão de dentista, no município de Várzea Grande. De acordo com informações da Polícia Militar, a detenção da ex-universitária foi realizada em conjunto a Vigilância Sanitária e o Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso (CRO-MT), na tarde desta quarta-feira (16).

As acusações são de que a falsa odontóloga atuava sem o registro do CRO e sem concluir a formação. O consultório da falsa dentista funcionava na Avenida Couto Magalhães, nº 1999, Centro.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Segundo informações dos militares, no local onde a acusada atuava, foram encontrados diversos aparelhos para procedimentos relacionados à área de atuação de cirurgia dentária. O “consultório” da falsa dentista era localizado na Avenida Couto Magalhães, nº 1999, Centro de Várzea Grande.

No local, as autoridades encontraram itens vencidos, como medicamentos. Uma agenda com nomes de pacientes, consultas marcadas, valores e fichas de clientes também foram encontrados no local. A suspeita é de que ele realiza os procedimentos odontológicos com preços mais baratos que os praticados no mercado. 

Prática irregular

No mês de setembro, um falso cirurgião-dentista foi preso em flagrante, no município de Rondonópolis, (210 km de Cuiabá), por usar um consultório improvisado no quarto de uma residência para realizar atendimentos clandestinos.

De acordo com o Conselho Regional de Odontologia (CRO-MT), o falso dentista usava um carimbo com um registro falso.

Segundo o CRO-MT, o flagrante foi feito após denúncias anônimas de moradores e dentistas daquele município.

A clínica foi improvisada em um dos quartos da casa que fica no Bairro São Francisco, em Rondonópolis. Na sala, segundo o órgão regulador, haviam todos os materiais de trabalho de um dentista, ao lado de uma pia.

Comente esta notícia