facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 18 de Julho de 2024
18 de Julho de 2024

26 de Outubro de 2017, 14h:23 - A | A

POLÍCIA / REGIÃO DO MANSO

Delegado quer novos interrogatórios sobre afogamento de jovem; família acusa bombeiro de assassinato

De acordo com o delegado Flávio Stringueta, responsável por conduzir as investigações deste caso, o laudo pericial apontou que a causa da morte foi afogamento, mas a família da vítima suspeita que o namorado tenha assassinado a jovem.

CAMILA PAULINO
DA REDAÇÃO



A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) realiza novas diligências para apurar a morte da jovem Vanessa Steffanny Barbosa de Souza, de 29 anos, em um córrego em uma zona rural no KM 16 da MT-351, próximo ao Lago do Manso, no dia 19 de agosto.

De acordo com o delegado Flávio Stringueta, responsável por conduzir as investigações deste caso, o laudo pericial apontou que a causa da morte foi afogamento, mas a família da vítima suspeita que o namorado de Vanessa, um sargento do Corpo de Bombeiros, tenha sido o responsável pela morte.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

“O laudo indica que ela foi afogada sem intervenção externa, mas próximo ao local tinha um acampamento de escoteiros, então resolvemos buscar mais depoimentos e testemunhas sobre os fatos. Faremos novas diligências para não restar nenhuma dúvida”, disse o delegado ao

O laudo foi produzido pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e enviado à DHPP. A família apresentou fotos com manchas roxas no corpo de Vanessa, mas o delegado disse que peritos avaliaram e entenderam ser sinais normais.

“Eles olharam as fotos e avaliaram que estas manchas são marcas normais em corpo após a morte por afogamento”, explicou o delegado.

Ainda não há previsão de conclusão do inquérito e  quando deve ocorrer novas diligências.

O caso

Vanessa estava com o namorado, que é sargento dos Bombeiros, às margens de um córrego em uma zona rural no KM 16 da MT-351, rodovia que liga o distrito de Vila Bom Jardim à BR-163. Ela foi encontrada morta na noite de sábado, 19 de agosto.

Na ocasião, o namorado dela disse aos policiais que ela teria ingerido bebida alcoólica e se afogado enquanto ele dormia.

A família da jovem conta que Vanessa namorava o sargento há quase dois anos, mas vivia em um relacionamento abusivo e violento. Segundo os familiares, o namorado já teria ameaçado Vanessa outras vezes.

Leia mais

Sargento acusado de estrangular e matar namorada pode ser exonerado

Família contesta versão de afogamento de jovem e aponta assassinato

Jovem morre afogada em córrego durante acampamento

Comente esta notícia

Jeniffer 29/10/2017

ESSE FATO ESTÁ MUITO ESTRANHO, REALMENTE TEM QUE SER REABERTO ESSE INQUIÉRITO E MOSTRAR QUE AINDA SE EXISTE JUSTIÇA DOS HOMENS.

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1